Prefeito visita obras no Gervásio Maia e na comunidade Boa Esperança

Por - em 649

O prefeito Luciano Agra visitou, na manhã desta quinta-feira (27), obras que estão sendo realizadas pela Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) em duas localidades consideradas Zonas Especiais de Interesse Social (Zeis): o Conjunto Gervásio Maia e a Comunidade Boa Esperança, no bairro Cristo Redentor. Os dois locais estão recebendo obras de urbanização que contemplam quatro comunidades, totalizando investimentos de mais de R$ 15 milhões, provenientes do Fundo de Desenvolvimento Urbano (Fundurb).

Agra esteve inicialmente no Gervásio Maia, onde estão sendo investidos R$ 1,4 milhão em serviços de drenagem e pavimentação de nove ruas. De acordo com o titular da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seinfra), Luiz Rabelo, que acompanhou o prefeito durante a visita, a perspectiva é que os serviços sejam concluídos em 20 dias.

Zeis – O prefeito ressaltou que, nos últimos dois anos e cinco meses, a prefeitura conseguiu a aprovação da Câmara Municipal para transformar 30 localidades de João Pessoa em Zonas Especiais de Interesse Social. O Gervásio Maia é uma das quatro localidades consideradas Zeis que atualmente estão recebendo obras de urbanização por parte da Prefeitura. “Estamos utilizando recursos do Fundurb e levando melhorias também para as Comunidades Boa Esperança, no Cristo, Santa Clara, no Castelo Branco, e Timbó, nos Bancários”, disse ele.

Na Comunidade Boa Esperança, o grupo da PMJP conferiu as obras que irão garantir drenagem e pavimentação em 15 ruas.  Para o local, estão sendo investidos aproximadamente R$ 2 milhões.

Calçadão – Ainda pela manhã, o prefeito esteve na Avenida Dom Bosco, também no Cristo Redentor. Na área, a PMJP está realizando obras de urbanização em uma extensão de cerca de 500 metros da via. Nesse caso, estão sendo utilizados recursos próprios do município, de R$ 300 mil. Com o trabalho de pavimentação praticamente concluído, a prefeitura deverá começar os serviços de paisagismo e iluminação.

De acordo com Agra, a urbanização dessa avenida tem um caráter singular, porque tem uma proposta que transforma a via em uma praça linear, beneficiando não só os moradores, mas também aqueles que utilizam os vários equipamentos sociais situados no local, a exemplo da Escola Municipal Padre Pedro Sermão.