Prefeitura abre inscrições para pré-matrículas do Programa Projovem Urbano

Por - em 95

O Programa Projovem Urbano da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), executado por meio da Secretaria de Educação e Cultura (Sedec), está com as pré-matrículas abertas até o dia 15 de março para jovens entre 18 e 29 anos que queiram concluir o ensino fundamental I e II. Ao todo estão sendo oferecidas 1.500 vagas onde cada aluno terá uma bolsa auxílio de R$ 100.

As pré-matrículas podem ser feitas em qualquer uma das oito escolas onde o Programa irá funcionar: Moema Tinoco (Funcionário II), Luiz Augusto Crispim (Ipês), Zulmira de Novais (Cruz das Armas), Dumerval Trigueiro (Rangel), Virgínius da Gama e Melo (Mangabeira I), Olívio Ribeiro Campos (Bancários), João Santa Cruz (Novais) e Anayde Beiriz (Bairro das Indústrias).

O objetivo do Programa é dar oportunidade aos jovens nesta faixa etária que não tiveram oportunidade de frequentar uma sala de aula. As aulas têm duração de 18 meses, com carga horária de duas mil horas, e acontecem de segunda a sexta-feira, das 18h às 21h30.

Os alunos assistirão aulas de ciências humanas, língua portuguesa, matemática, ciências naturais, inglês, informática, além de qualificação profissional em educação, turismo e hospitalidade. As aulas são ministradas por professores do ensino fundamental de qualificação profissional e “participação cidadã” que trabalha um pouco a ligação com a comunidade em projetos desenvolvidos na própria comunidade, com os alunos.

De acordo com a coordenadora geral do Projovem, Patrícia Drieskens, o trabalho executado nas escolas do município é reconhecido a nível nacional. “De acordo com a coordenação Nacional, o Projovem em João Pessoa é reconhecido com um dos melhores programas em termo de execução das ações e especialmente no cuidado com a evasão escolar”, disse Patrícia.

Patrícia explicou ainda que caso as pré-matrículas excedam a quantidade de vagas oferecidas será feita a seleção dos alunos através de sorteio. Será exigido do aluno cópia do registro da identidade, CPF, comprovante de residência e histórico escolar. Caso o candidato não tenha histórico irá se submeter a um teste de proficiência de leitura e escrita.

Desde que começou a ser executado em João Pessoa no ano de 2005, cerca de 20 mil jovens tiveram acesso ao Programa. Mais informações podem ser obtidas na coordenação do Projovem ou através do telefone 3221-4628.