Prefeitura assina convênio com o BID nesta terça-feira

Por - em 19

O prefeito de João Pessoa, Luciano Agra, assina nesta terça-feira (22), às 16h, no gabinete do Centro Administrativo Municipal, o convênio de cooperação técnica com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Os recursos destinados através deste convênio, na ordem de 500 mil dólares serão investidos na elaboração de um plano de mobilidade sustentável que traga melhorias no sistema viário e de transportes públicos de João Pessoa e reduza a emissão de gases nocivos no ar.

No convênio, o BID repassará recursos que equivalem a 400 mil dólares, com uma contrapartida da Prefeitura de João Pessoa na ordem de 100 mil dólares. Os detalhes sobre o convênio foram acertados durante reunião do Centro Administrativo Municipal (CAM), onde estavam presentes além do prefeito Luciano Agra, a secretária de planejamento Estelizabel Bezerra, representantes do BID e do Institute for Transportation & Development Policy (ITDP).

Entre as condições para a adesão do BID ao projeto de João Pessoa, está o cuidado com o meio ambiente. “Depois de quase 30 anos, vamos renovar o nosso sistema de transporte público, tudo caracterizado pela legitimação social, com a realização de audiências públicas em cada etapa, ressaltou Luciano Agra.

Luciano Agra disse ainda que este convênio de cooperação retoma o planejamento estratégico na área de transporte, visando a reestruturação do sistema que está em operação e a interação do transporte de massa no módulo BRT (Bus Rapid Transport) nos principais corredores da cidade. “O novo sistema operando integrado com o módulo de transporte convencional vai melhorar significativamente o transporte publico de pessoas da capital”, comentou o prefeito.

Ele explicou ainda que o sistema que está sendo pensado é formado por ônibus de alta capacidade de carregamento de passageiros. “Esses ônibus trafegarão em faixas exclusivas e será evitado o partilhamento das faixas entre os veículos particulares e coletivos,” explicou Luciano Agra.

Para conseguir os recursos necessários à implantação da malha viária e à aquisição dos equipamentos (como ônibus, terminais e abrigos, entre outros), a PMJP partirá do plano de mobilidade urbana sustentável que começou a ser traçado com a primeira visita do BID.