Prefeitura consegue reduzir em 95,3% casos de dengue em JP

Por - em 20

O número de casos de dengue notificados em João Pessoa diminuiu 95,3%. Em 2007, foram 151 casos de dengue do tipo clássico entre os dias 1º de janeiro e 4 de março. Agora em 2009, no mesmo período, o número ficou em apenas sete casos. A redução é consequência do trabalho de prevenção e educação realizado pela Prefeitura da Capital (PMJP), por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS).

De acordo com a diretora de Vigilância Epidemiológica, Julia Vaz, a cada ano a queda no número de casos da doença é acentuada. “Isso se deve ao trabalho da Secretaria e a conscientização da população. Apesar do período em que nos encontramos, mais propício ao aparecimento de casos de dengue, estamos conseguindo a diminuição dos casos”, explicou.

Ela lembrou que no ano 2007 foram registrados 151 casos de dengue do tipo clássico, entre os dias 1 de janeiro e 4 de março, e um caso de dengue hemorrágica. Em 2008, neste mesmo período, o número de dengue clássica diminuiu para 41 e nenhum caso de dengue hemorrágico foi confirmado. Este ano, apenas sete casos de dengue clássica e nenhum de dengue hemorrágica.

As ações – Para diminuir ainda mais o número de casos registrados, a Vigilância Epidemiológica do Município vem realizando um trabalho de prevenção nos locais onde moram pessoas com suspeita de dengue. “Quando há uma suspeita, vamos ao local e fazemos uma espécie de varredura em um raio de 50 metros, colocando inseticida”, comentou Julia Vaz.

Os agentes continuam fazendo as visitas aos bairros, para colocar inseticida onde é necessário. “Quando é preciso, eles colocam o inseticida. No entanto, existem situações em que o foco é muito pequeno, como no caso de uma tampa de garrafa; aí, o foco é destruído imediatamente”, afirmou a diretora.

Kits de sorologia – A Secretaria Municipal de Saúde adquiriu kits de sorologia para fazer o teste sorológico da dengue. “Esses testes estão sendo feitos no Lacen Municipal e podemos ter o resultado deles em apenas 40 minutos”, informou a diretora.

Inspeção – Durante o final de semana que passou, agentes da Vigilância Epidemiológica fizeram inspeção em prédios comerciais do Centro da cidade e verificaram o grande índice de infestação predial. “Fizemos um trabalho considerável durante o final de semana. Nós colocamos o inseticida e também fizemos uso do carro fumacê. Esse fumacê, inclusive, é usado mediante critérios epidemiológicos. Quando existem muitos mosquitos adultos, por exemplo, usamos o fumacê”, esclareceu Julia.