Prefeitura constrói nova fonte no Parque Solon de Lucena

Por - em 45

Depois de passar por um trabalho intenso de recuperação, um dos pontos turísticos mais importantes da Capital, a Lagoa, terá uma nova fonte. Passados 70 anos desde a colocação da ultima fonte, todos os componentes serão substituídos, porém as edificações serão integralmente preservadas. A nova fonte será dotada de cinco efeitos de jatos, em quatro anéis octogonais, sendo o maior com 18 m de diâmetro. Para obra, estão sendo investimentos o total de R$ 1.458.720,12.

De acordo com a secretaria de Planejamento (Seplan), ao ser acionada, a nova fonte trará um belo espetáculo visual e sonoro, pois os efeitos dos jatos estarão sincronizados com a música que estará sendo ouvida no anel interno através de sonofletores (caixas de som), que serão colocadas nos postes de iluminação do anel interno. O jato central terá uma altura máxima de 10 metros enquanto os demais e terão uma altura que irá variar entre 5 e 8 metros.

Segundo o coordenador da Unidade Executora Municipal da Secretária de Planejamento, Marcelo Cavalcante, até meados de setembro a obra será entregue para população. “Já estamos trabalhando no local e acredito que em breve ela estará concluída. João Pessoa vai ter de volta um dos símbolos mais tradicionais da cidade. Toda a estrutura será flutuante e não irá interferir na paisagem existente”, garantiu Marcelo.

As instalações serão compostas de: 17 conjuntos moto-bombas; Estrutura em fibra de vidro flutuante; 265 bicos aspersores; 57 refletores de 1000 W; Reforma e adequação da casa de máquinas; Nova subestação de 300 KVA.

Cartão postal recuperado – O trabalho de revitalização, recuperação e manutenção do Parque Sólon de Lucena (Lagoa), vem sendo feito desde 2009. Dentre as intervenções feitas pela Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), estão a retirada das bancadas de areia formadas pelo acúmulo de resíduos; os serviços de alvenaria nas bordas da lagoa, a recuperação do gramado no seu entorno e também a identificação e fechamento dos condutores de esgoto irregulares das galerias de drenagem pluvial.

Com todo esse trabalho, a Lagoa finalmente volta a respirar. O projeto de recuperação do equipamento não só devolveu o espaço para a população como também contribuiu para a limpeza e embelezamento do local. A limpeza também contribuiu significativamente para elevar a oxigenação da Lagoa e, com isso, a vida dos peixes e das aves que se alimentam deles serão preservada.