Prefeitura de João Pessoa garante refeição diária para 23 mil alunos atendidos nas escolas e creches durante período de suspensão das atividades

Por Max Oliveira - em 381

As aulas na rede municipal de João Pessoa estão suspensas até o dia 18 de abril por medida preventiva à pandemia da Covid-19, mas as crianças matriculadas nas 32 escolas de tempo integral e nas 85 creches não estão desassistidas quando se refere à alimentação. A Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) está garantindo a refeição diária para os 23 mil alunos acolhidos nessas unidades de ensino. A medida da suspensão das aulas faz parte da série de ações tomadas pelo Núcleo Intersetorial de Prevenção e Cuidados em relação ao Coronavírus.

As refeições começaram a ser servidas nesta quarta-feira (18), no horário entre 11 e 13h, por profissionais das escolas e creches, seguindo o cardápio de alto valor nutricional que é servido diariamente na rotina de aulas dos estudantes. O objetivo é evitar com que as crianças tenham perdas nutricionais e ajudar as famílias durante a interrupção das aulas – uma iniciativa que ganhou destaque na imprensa nacional que cobre ações para combater os riscos durante a pandemia do Coronavírus.

“Estamos atendendo um cardápio que já é trabalhado no paladar da criança dentro de sua rotina, com acompanhamento nutricional, atendendo o diferencial das várias faixas etárias acolhidas nas unidades de ensino”, destacou a secretária de Educação do Município (Sedec), Edilma da Costa Freire. “Queremos garantir a refeição principal das crianças, para que elas continuem recebendo todo o valor nutricional necessário durante o período de suspensão das atividades”, concluiu.

A coordenadora da Educação Infantil da Sedec, Francineide Ribeiro, explica que também estão sendo adotados cuidados com as famílias durante o atendimento, para evitar riscos com a saúde com possíveis aglomerações e desperdício de alimentos. “A gente pede para as famílias informarem as unidades pela manhã, por volta das 8h, se irá contar com a refeição, para que sejam preparadas de acordo com a demanda. Também temos profissionais para servir as refeições tomando todos os cuidados”, pontuou.

A dona de casa Wanclécia Cavalcante é mãe de dois filhos, um de um ano e outro de três, ambos matriculados no Centro de Referência a Assistência Social (Crei) Teresinha Batista, que fica localizado no Vale das Palmeiras, no Cristo. Ela diz que a medida tomada pela Prefeitura de João Pessoa diminui a preocupação com a alimentação dos filhos em tempo de muitas interrogações sobre as consequências da pandemia.

“A gente fica muito preocupada porque não sabe o que pode acontecer ainda. Pelo menos fico aliviada de contar com a refeição principal dos meus dois filhos, uma ajuda muito importante, porque a creche é fundamental na vida deles. Também tenho dificuldade de oferecer a mesma qualidade que eles têm na creche, por isso, que essa medida alivia muito”, afirmou.