Prefeitura de João Pessoa higieniza mercados da Torre, Mangabeira, Central e de Oitizeiro

Por Andrezza Carla - em 276

A Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) está dando continuidade, nesta quarta-feira (25), ao trabalho de higienização dos mercados públicos da Capital. O serviço, coordenado pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedurb), Centro de Vigilância Ambiental e Zoonoses (CVAZ), Defesa Civil, Vigilância Sanitária e a Autarquia Especial Municipal de Limpeza Urbana (Emlur), foi realizado nos Mercados Central, da Torre, de Mangabeira e de Oitizeiro. Ainda nesta quarta o Mercado do Bairro dos Estados também será higienizado.

O serviço faz parte do esquema de prevenção e combate a Covid-19 e iniciou nesta terça-feira e vai abranger todos os 18 mercados públicos e espaços destinados à realização de feiras na cidade. O trabalho começou pela Feira de Jaguaribe. “Nesse momento, em que a população só deve sair de casa em casos de extrema necessidade, nos preocupamos com a higienização desses espaços, uma vez que a população precisa estar abastecida de alimentos”, explicou Zennedy Bezerra, secretário de Desenvolvimento Urbano.

Cronograma – O serviço está seguindo um cronograma elaborado pelas secretarias envolvidas. Segundo o esquema, nesta quinta-feira (26) serão higienizados os mercados do Bessa, Cruz das Armas e Rangel. “Trata-se de um esforço coletivo para garantir a salubridade desses ambientes. No cenário atual, a nossa prioridade é garantir a saúde dos moradores”, explicou Noé Estrela, coordenador da Defesa Civil.

Funcionamento – A Sedurb, pasta responsável pela administração dos mercados, também está disciplinando o horário de funcionamento desses locais. A Feira de Jaguaribe, que tradicionalmente acontece às quartas-feiras, passa a acontecer a cada 15 dias, durante o período de quarentena. No Mercado de Mangabeira, o funcionamento acontece até às 13h30 e o Mercado da Torre até às 16h.  Lembrando que só estará funcionando o setor de frutas e verduras, demais pavimentos tiveram os serviços suspensos. Já a Central de Comercialização da Agricultura Familiar (Cecaf), no José Américo, permanece fechada.

“Lembrando que só estão funcionando os pavimentos de frutas e verduras, demais áreas dos mercados tiveram as atividades suspensas. A Cecaf está fechada porque recebe agricultores de mais de 120 municípios do estado. Neste momento, achamos por bem suspender o funcionamento como medida de prevenção contra o novo coronavírus”, reiterou Zennedy.