Prefeitura de JP amplia serviços psicossociais voltados para idosos

Por - em 244

A Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) expande os serviços do Centro de Atenção Básica Integral à Saúde do Idoso e dá ênfase aos tratamentos que são oferecidos fora da área ambulatorial. Estímulo da memória, cursos de postura e música são os serviços ampliados para incrementar o bem estar do idoso. O objetivo é reforçar a atenção à saúde como complemento ao que é oferecido nos serviços ambulatoriais.

Aos já conhecidos serviços de geriatria, neurologia, ginecologia e fisioterapia se juntam a oferta de serviços psicossociais. Com três grupos formados, as atividades de estímulo à memória têm garantido satisfação aos idosos atendidos diariamente no centro, instalado no Hospital Santa Isabel, no bairro de Tambiá.

O serviço de estímulo à memória é que o mais se expandiu. De um único grupo criado em 2009, atualmente o Centro contra com três grupos, que abrigam mais de 80 idosos. “Esses grupos são de extrema importância para o bem estar físico dos idosos. É um trabalho que os deixa mais confiantes para encarar o tratamento de algumas doenças. Nós percebemos a melhoria deles e a vontade de resgatar a memória”, afirma Norma Dias, diretora geral do Centro.

Idosos mais confiantes – Os participantes dos três grupos mostram alegria em participar das atividades para resgate da memória. A aposentada Marta Maria comemora o fato de se sentir mais confiante em realizar atividades diárias. “Eu comecei há pouco no grupo e minha primeira conquista é estar mais confiante. Eu vivia angustiada porque esquecia as coisas, mas técnicas simples me permitem viver melhor. É muito ruim você estar em um quarto, querer fazer uma coisa, dar dois passos e esquecer”, revela.

Com dois anos de atividades no grupo, a também aposentada Antônia Pereira Soares afirma que a intensidade das atividades permite que até memórias da infância sejam resgatadas. “É uma excelente oportunidade de treinarmos a memória. Você vive esquecendo as coisas e até nossa infância e fatos esquecidos conseguem ser resgatados”, disse.

Os grupos – O Centro conta com três grupos em horários e estágios diferentes. Existem níveis inicial, intermediário e avançado. Cada um desenvolve atividades compatíveis com o tempo de atuação no grupo.

Os idosos são encaminhados após avaliação ambulatorial, que detectam os riscos de perda de memória. “O esquecimento é algo inerente à idade. A partir das dificuldades de cada um é que vamos estimulando a memória e ensinando técnicas para que eles possam exercer atividades da vida diária sem qualquer problema”, disse Daniele Nascimento, uma das coordenadoras dos grupos.

Outras atividades – Além das atividades de estímulo à memória, o tratamento psicossocial dos idosos também engloba atividades complementares ao tratamento físico.

Em parceria com a Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope), são realizadas aulas de canto e flauta, que estimulam o aprendizado e socialização dos idosos.

Com a Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), são desenvolvidas atividades de postura, com fisioterapeutas, e aprendizagem. A Sedes é responsável pelo fornecimento dos lanches durante os encontros de aprendizagem, que debatem temas relevantes para a saúde do idoso, como hipertensão e diabetes.