Prefeitura de JP inaugura nova sede do Creas no Centro da Capital

Por - em 40

O prefeito Luciano Agra inaugurou nesta quinta-feira (25) o Centro de Referência Especializado da Assistência Social – Programa de Atendimento Especializado à Família e Indivíduos (Creas/Paefi), que já está funcionando na Rua 13 de Maio, no Centro de João Pessoa. A unidade faz parte de atendimento coordenado pela Secretaria de Desenvolvimento Social do Município (Sedes) e irá atender pessoas que tenham seus direitos violados, a exemplo das vítimas de violência sexual, exploração do trabalho infantil, negligência e ainda casos de violência contra idosos.

“Na nossa política de governo, queremos garantir ações mais urgentes e diretas à população. Temos convicção de que todas essas iniciativas que estamos adotando irão resultar na melhoria e promoção da nossa política de assistência social”, ressaltou Luciano Agra.

O secretário de Desenvolvimento Social do Município, Lau Siqueira falou sobre a funcionalidade nas redes de atendimento social da Capital. “É uma satisfação muito grande inaugurar um serviço como este, já em funcionamento e com a equipe completa. Precisamos contribuir para construir uma sociedade mais justa. E para isso necessitamos também uma postura humanizada em nossos serviços”, disse ele.

Poderes – Durante o evento, o prefeito Luciano Agra ainda destacou a importância de um trabalho mais efetivo e conjunto entre os vários poderes na garantia de direitos sociais à população da Capital. “Queremos juntar esforços com a sociedade civil organizada e com o Poder Judiciário para conseguirmos diminuir as desigualdades sociais que ainda existem em nossa cidade”, disse ele.

A inauguração do Creas/Paefi contou com a presença de secretários municipais, servidores da Sedes, além de representantes da Secretaria de Desenvolvimento Humano do Estado (Sedh), Tribunal de Justiça, Fundac e Cendac. “Esse dialogo entre o Município e o Estado só tem avançado nos últimos meses. Temos acompanhado a instalação de todos os novos Creas. É um avanço para o município ter esta unidade para o atendimento específico a violações de direitos”, reforçou a gerente de Proteção Social Específica da Sedh, Carmem Meireles.

“A Justiça tem acompanhado todo o trabalho que vem sendo feito na rede de atendimento à população no sistema de garantias de direitos, em um entendimento de uma maior união entre os poderes”, comentou também Kátia Lyra, da coordenadoria da 1ª Vara da Infância e Juventude do Tribunal de Justiça da Paraíba.

Unidade – Além do Creas/Paefi, a Capital conta ainda, pela rede pública do Município, com o Creas/MSE para o atendimento das medidas socioeducativas em meio aberto para adolescentes e jovens; e ainda o Creas/Pop, para o atendimento a população de rua.

“O Creas nasce do antigo projeto Sentinela, que era exclusivo para atendimento a crianças e adolescentes vítimas de abuso sexual. Hoje temos três modalidades de Creas já disponíveis em João Pessoa”, destaca Zuleide Pereira, coordenadora da nova unidade. O Creas/Paefi fará o atendimento social, psicológico, socioeducativo e ainda de amparo jurídico às pessoas vítimas de direitos violados.