Prefeitura exibe e premia projetos vencedores do concurso da Bica

Por - em 52

Será aberta nesta quarta-feira (30), às 19h30, a exposição das propostas de idéias vencedoras do Concurso Nacional de Idéias para Requalificação do Parque Zoobotânico Arruda Câmara (Bica). A exposição acontecerá no hall de entrada do Paço Municipal e vai permanecer no local até o dia 19 de maio.

Os vencedores também receberão seus prêmios – R$ 18 e R$ 9 mil, respectivamente – no Auditório do Paço Municipal, no mesmo dia da abertura da mostra. Duas propostas entre as seis concorrentes foram escolhidas pela comissão julgadora do concurso e classificadas em primeiro e segundo lugares: Marcos Aurélio Pereira Santana (PB) e André Luiz Carvalho Cardoso (RJ).

Cronologia – O concurso foi uma iniciativa da Prefeitura de João Pessoa (PMJP), por sua Secretaria de Meio Ambiente (Semam) em parceria com o Instituto dos Arquitetos do Brasil-Departamento Paraíba (IAB/PB) e abriu as inscrições em dezembro de 2007. As propostas concorrentes foram analisadas em março de 2008, com homologação em 4 de abril. Integraram a comissão julgadora, representando a PMJP, o arquiteto Marco Antonio Coutinho e o zootecnista Luiz Antonio da Silva Pires. Representaram o IAB, os arquitetos Amaro Muniz, Bárbara Irene Prado e Márcia Aguiar Batista.

Reordenamento – O secretário de Meio Ambiente, Antonio Augusto de Almeida, informa que será acertado com a equipe vencedora o início da etapa do plano geral de reordenamento espacial do Parque, contemplando os espaços temáticos, administrativos, circulação de pedestres e veículos, valorização ambiental, incluindo os aspectos paisagísticos e do patrimônio histórico e cultural. No elenco de projetos a serem desenvolvidos estão incluídos os itens comunicação visual, luminotécnica, mobiliário externo e quiosques, entre outros. As edificações que se destinam ao uso dos animais do zoológico também fazem parte desta etapa inicial.

A idéia é concluir esse primeiro lote de projetos em 60 dias para que possam ser licitados na medida da disponibilidade de recursos financeiros do município, ou encaminhados para captação de recursos de outras fontes, como é o caso da ‘Valorização da Fonte do Tambiᒠe do ‘Museu e Memorial Arruda Câmara’, que serão objeto de pleito junto ao Ministério da Cultura.