Prefeitura expõe investimentos na saúde para os alunos do ProJovem

Por - em 37

Os alunos atendidos pelo Programa Nacional de Inclusão de Jovens (ProJovem) em João Pessoa assistiram a uma aula diferente na noite da terça-feira (17). Eles tiveram acesso a informações sobre saúde, através de uma palestra ministrada pela secretária Roseana Meira e pelo prefeito Ricardo Coutinho (PSB), no ginásio de esportes do Colégio Lyceu Paraibano, no Centro da cidade.

Roseana Meira abordou a estruturação da saúde como um direito do cidadão e a criação do Sistema Único de Saúde (SUS), que completou 20 anos em 2008. A secretária expôs ainda os investimentos no setor, que hoje equivalem a 17,4% do orçamento municipal. “A Constituição Federal exige que sejam aplicados 15% na área e a Prefeitura de João Pessoa aplica um percentual superior a esse”, comentou, dizendo ainda que os serviços também foram ampliados passando de 70% para 82% de cobertura.

Já o prefeito Ricardo Coutinho falou sobre a importância do programa para os jovens da cidade e o fortalecimento da educação desse segmento. Ele lembrou que o ProJovem da Capital é reconhecido como um dos mais eficientes do País, pois utiliza a metodologia da vivência cotidiana dos alunos como principal fonte para a obtenção de conhecimento.

Debate – O coordenador de qualificação profissional do ProJovem, Thiago Pacheco, disse que a palestra envolvendo os jovens surgiu de uma demanda dos participantes, que em outro momento, conversaram com o gestor sobre vários assuntos relacionados à saúde. “Percebemos que eles tinham muitas dúvidas sobre o assunto e o prefeito então sugeriu que fizéssemos um encontro para tratar só sobre isso”, contou.

No local houve também uma exposição da Diretoria de Vigilância em Saúde, que levou para o ginásio panfletos e materiais sobre a dengue, doenças sexualmente transmissíveis (DSTs) e outros males.

O programa – O ProJovem de João Pessoa conta com 2,3 mil jovens matriculados na Capital atualmente e 24 núcleos de atuação. O público-alvo é composto de jovens de 18 a 24 anos que terminaram a quarta série, mas não concluíram a oitava série do ensino fundamental e não têm vínculos formais de trabalho.

Aos participantes, o ProJovem oferece disciplinas do ensino fundamental, aulas de inglês, informática, aprendizado de uma profissão e atividades sociais e comunitárias de forma integrada. Cada aluno recebe um auxílio de R$ 100,00 por mês, desde que tenha 75% de freqüência nas aulas e cumpra com as atividades programadas.