Prefeitura firma convênio para expansão do Programa Crescer nesta quarta

Por - em 34

O prefeito de João Pessoa, Luciano Agra, e o superintendente da Caixa Econômica Federal (CEF), Elan Ferreira de Miranda, assinam um convênio para expansão do programa Crescer, do Governo Federal, que incentiva o microcrédito produtivo à populações de risco econômico, nesta quarta-feira (28), às 11h, no Centro Administrativo Municipal (CAM). A CEF quer estar mais próxima desta população e vai instalar um posto do programa no Centro de Referência da Cidadania (CRC) de Mangabeira, localizado à rua Janduir Dantas.

A Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) já beneficia a população empreendedora da cidade desde 2005, com o programa Empreender-JP, e criou, no mês passado, a linha Empreender Solidário, que atende grupos minoritários em situação de risco social e econômico. De acordo com o secretário de Trabalho, Produção e Renda da PMJP, Raimundo Nunes, que também é gestor do Empreender-JP, a linha teve a sua primeira liberação de cheques no valor de R$ 20 mil, para 46 pessoas, no último dia 30.

O secretário adjunto de Desenvolvimento Social, Antônio Jácome, afirma que a parceria da PMJP vai ajudar na potencialização do microcrédito como política pública para as classes baixas da cidade. “A Sedes identificou as áreas de Mangabeira e Cruz das Armas, com seus bairros vizinhos, como prioritárias para o público alvo do programa, e é fundamental a instalação do posto no CRC de Mangabeira porque já dispomos lá de atividades de qualificação profissional, inclusive para as pessoas atendidas pelos programas sociais do Governo Federal”, diz o secretário.

Ele cita como ações que promovem o trabalho e a renda, as capacitações em informática, artesanato, produção de peças em renda, e utilização de material reciclável. “Já capacitadas no CRC as pessoas poderão obter financiamento, ampliando o que o Empreender-JP já faz pela população”, destaca Antônio Jácome.

A CEF será o agente financeiro e a PMJP vai participar do programa com a infraestrutura necessária para as operações de microcrédito, cedendo sala, mobiliário, equipamentos, acesso à internet e linhas telefônicas. O contrato é válido por 60 meses, podendo ser prorrogável por igual período. Os Centros de Referência e Assistência Social (Cras) vão funcionar como ponto de apoio aos supervisores e jovens aprendizes, que vão prestar apoio ao programa.

Crescer – O programa Crescer foi lançado pela presidente Dilma Rousseff, em agosto deste ano, e em João Pessoa já funciona nas agências da CEF, do Banco do Brasil e do Banco do Nordeste do Brasil. De acordo com um dos coordenadores do programa, na CEF, Alberto Grilo, os valores de financiamento vão de R$ 300 a R$ 15 mil, com juros de 0,64% e taxa de 1% por abertura de crédito no banco. O pagamento pode ser feito em até 24 meses. Segundo Alberto Grilo, o programa terá dois supervisores e 40 jovens aprendizes, que já foram selecionados pelo Centro de Integração Empresa Escola (Ciee).