Prefeitura imuniza 79,62% das mulheres grávidas da Capital

Por - em 18

Um levantamento realizado pela Diretoria de Vigilância à Saúde, da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), junto ao Ministério da Saúde constatou que 79,62% das mulheres gestantes da Capital foram imunizadas contra a gripe A. Esse percentual equivale a 7.870 grávidas e aproxima-se da meta estipulada pelo órgão federal, que é vacinar 80% (7.902) das gestantes dentro de um universo de 9.884 mulheres registradas pelo Sistema Online (DATASUS) do Ministério da Saúde. No que se refere à imunização dos profissionais de saúde e de crianças de seis meses a dois anos de idade, a meta já foi alcançada de acordo com o Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunizações.

De acordo com a diretora de Vigilância à Saúde, Júlia Vaz, esses números são considerados positivos e muito dinâmicos. Segundo ela, em todo o Estado foram vacinadas 58,19% das mulheres e no Brasil esse percentual é de 56,69%. “Estamos com resultados muito bons. Nosso objetivo é cumprir a meta de vacinação e vamos implementar o trabalho corpo a corpo dos Agentes Comunitários de Saúde na busca destas gestantes que ainda não se vacinaram. Dessa forma iremos garantir a maior cobertura possível. Além do que, o sistema online do Ministério é atualizado diariamente”, finalizou.

Intensificação – O Setor de Imunização da Secretaria Municipal de Saúde (SES) lembra que a população dentro dos grupos prioritários, que ainda não se vacinou, que o horário de funcionamento das Unidades de Saúde é das 7h30 às 11h e das 13h às 17h.

Os grupos prioritários definidos pelo Ministério da Saúde são: crianças de seis meses a menores de dois anos; pessoas entre 20 e 39 anos e idosos maiores de 60 anos; doentes crônicos e gestantes em qualquer período gestacional. Quanto a esse último grupo, é necessário procurar as Unidades de Saúde assim que a gravidez for detectada. Já as crianças precisam de uma segunda dose da vacina 30 dias após a aplicação da primeira.