Prefeitura inaugura centro de atendimento à violação de direitos

Por - em 45

Dando sequência à programação alusiva aos 426 anos da cidade, o prefeito Luciano Agra vai inaugurar nesta quinta-feira (25), às 10h30, o Centro de Referência Especializado da Assistência Social/Programa de Atendimento Especializado a Família e Indivíduos (Creas/Paefi). A unidade é coordenada pela Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), através da Diretoria Social Especial, que compreende o Creas, o Centro de Atendimento às Vítimas de Crimes (Ceav), Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti) e Pessoa com Deficiência.

O Creas/Paefi é um programa que irá atender a todas as violações de direitos, incluindo violência sexual, negligência, exploração do trabalho infantil e violência contra a pessoa idosa. O serviço ofertado compreende o atendimento social, psicológico, socioeducativo e amparo jurídico à vítima e sua família, com o objetivo de reparo ao dano, proteção social e defesa dos direitos violados. Inicialmente, a unidade fará atendimento na Rua 13 de Maio, 508, no Centro (próximo ao Banco do Brasil). Dentro de dois meses, passará a atender em sede própria.

O secretário do Desenvolvimento Social, Lau Siqueira, destacou a importância da criação de mais um Creas na cidade – esse será o terceiro –, lembrando que neste mês, com a realização da VIII Conferência Municipal de Assistência Social e a criação do Creas/Paefi, a Prefeitura Municipal de João Pessoa dá mais um passo no sentido de tornar a Política Nacional da Assistência Social como uma das prioridades da administração municipal.

“Com a inauguração do Cras/Paefi e, ao mesmo tempo, a licitação de uma sede própria para o órgão, estamos caminhando no sentido de estabelecer na cidade uma rede de proteção social capaz de não apenas proteger os setores mais vulneráveis, mas também, e a partir daí, fazer com que as políticas públicas sejam o suporte para que as oportunidades sejam mais democráticas, especialmente para as classes que, historicamente, viveram alijadas dos processos de desenvolvimento econômico e social”, observou o secretário.

A coordenadora da Proteção Social Especial, Zuleide Pereira, informou que o serviço é destinado a toda a população da Capital. Segundo ela, por uma questão de melhoria na operacionalidade da denúncia, o Disque-Denúncia municipal, que atende pelo número 0800 282 7969, voltará a funcionar associado diretamente ao Creas/Paefi. “Neste sentido, o tempo de resposta da denúncia será bem mais rápida”, garantiu.

Além do Creas/Paefi, a Prefeitura Municipal atende no Creas/MSE, exclusivo para o atendimento das medidas socioeducativas em meio aberto de adolescentes e jovens autores de ato infracional (localizado na Rua Alice Azevedo, 126, Centro) e o Creas/Pop, que atende a população de rua e funciona na Rua Diogo Velho, s/n, Parque Solon de Lucena.