Prefeitura inaugura décima terceira Estação Digital de JP

Por - em 44

A décima terceira Estação Digital de João Pessoa foi inaugurada oficialmente na tarde desta terça-feira (25), no bairro do Rangel. O prefeito Ricardo Coutinho (PSB) participou da cerimônia e conversou com os moradores sobre novos projetos que serão implantados pela Prefeitura na comunidade, entre eles a construção de uma praça e a pavimentação e iluminação da Avenida Sousa Rangel. A nova Estação Digital funciona no Centro de Juventude Reuben Ramalho, localizada na Rua Elias Cavalcanti de Albuquerque, sem número. Agora são 17 estações em funcionamento, sendo que 13 delas já foram inauguradas oficialmente. O projeto prevê a instalação de 20 unidades em João Pessoa.

Ricardo Coutinho ressaltou que a administração municipal está se dedicando à construção da democracia na cidade. Para ele, a implantação de Estações Digitais tem esse papel, pois os locais escolhidos para receber esse espaço dedicado à inclusão são as áreas onde as pessoas têm menos oportunidade de acesso aos recursos de informática.

Maria Auxiliadora de Freitas é uma dessas pessoas. Ela que já é aluna do curso oferecido pela Estação Digital, contou que não tinha nenhum contato com o computador e ficou emocionada no dia da sua primeira aula. “Eu não sabia fazer nada. Eu cheguei a tremer quando peguei no computador pela primeira vez, porque eu nunca tinha tido contato com um por falta de oportunidade”, relatou.

Estiveram presentes à solenidade de inauguração, o secretário da Ciência e Tecnologia do município, Simão Almeida e o superintende da Guarda Municipal, coronel Maquir Alves Cordeiro.

Parceria – O projeto das Estações Digitais é desenvolvido pela Prefeitura de João Pessoa (PMJP) em parceria com o Ministério da Ciência e Tecnologia, representando um valor total de R$ 922.695,20, sendo que a União entra com R$ 727.095,20 e a Prefeitura com R$ 195.600,00. O projeto prevê a instalação de 23 Estações Digitais na Capital paraibana.

Cada estação tem 11 computadores (sendo um para o monitor), impressora e scanner, onde são oferecidos cursos básicos de informática (Windows XP, Word, Excel, Power Point e noções de Internet). Para se inscrever nos cursos, as pessoas devem procurar os Centros de Cidadania ou de Juventude, onde funcionam as estações, com um documento de identidade.

Além disso, qualquer pessoa da comunidade que precisar usar o computador para uma pesquisa, trabalho escolar, digitar um currículo ou passar um e-mail, tem acesso livre nos intervalos das aulas. O agendamento para o acesso livre aos computadores é feito na hora.