Prefeitura inaugura escultura de Jackson do Pandeiro na Praça Rio Branco

Por - em 396

A Prefeitura de João Pessoa (PMJP) inaugura nesta sexta-feira (31), às 17h, uma escultura em homenagem ao músico paraibano Jackson do Pandeiro, que completaria 93 anos neste dia, se ainda fosse vivo. A obra, de autoria do artista plástico Jurandir Maciel, ficará na Praça Rio Branco, centro da Capital. O evento contará com a presença do prefeito Luciano Agra e terá uma apresentação do coral Vozes da Infância, que mostrará um repertório baseado nos maiores sucessos do Rei do Ritmo.

Para Lúcio Vilar, diretor executivo da Funjope, a escultura será uma grande contribuição artística para o local, que já é ponto de referência da cultura popular. “É uma interferência muito positiva na paisagem da praça, além de ser um elemento que vem para consolidar a revitalização do local”, disse.

A realização é uma parceira entre a Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope), Coordenadoria de Patrimônio Cultural (Copac) e Secretaria de Infraestrutura (Seinfra).

Escultura – Além do corpo completo do músico, a escultura reproduz também um pandeiro e um banco de praça. Assim, as pessoas que passarem pelo local poderão interagir com a estátua e posar para fotos. A obra de arte, fundida em bronze, tem 1,80m de altura e pesa aproximadamente 600 kg.

Jackson do Pandeiro – Nascido em 31 de agosto de 1919, em Alagoa Grande (PB), José Gomes Filho – mais conhecido como Jackson do Pandeiro – estaria completando 93 anos de idade se estivesse vivo.

Morreu no dia 10 de julho de 1982, aos 62 anos, em Brasília, em decorrência de complicações de embolia pulmonar e cerebral. Deixou como herança cultural grandes sucessos, como “Sebastiana”, “Chiclete com Banana”, “Como tem Zé na Paraíba” e “Cantiga do Sapo”, entre outros.