Prefeitura inicia inscrições para o ProJovem Adolescente, na segunda

Por - em 24

Estarão abertas a partir desta segunda-feira (12), as inscrições para o segundo ciclo do Programa ProJovem Adolescente, implantado pela Prefeitura de João Pessoa (PMJP) através de sua Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), em parceria com o Governo Federal. As inscrições vão até o dia 30 deste mês, no horário de expediente das 8h às 12h e das 14h às 18h.

Os interessados deverão procurar um dos oito Centros de Referência em Assistência Social (Cras), localizados nos bairros do Alto do Mateus, Ilha do Bispo, Cruz das Armas, Mandacaru, Valentina Figueiredo, Cristo Redentor, Colinas do Sul e São José/Chatuba, acompanhados pelos pais ou responsáveis, com documento de identificação.

Critérios – Podem se inscrever jovens com idades de 15 a 17 anos em situação de vulnerabilidade social. O ProJovem Adolescente é parte de um conjunto de ações da proteção social básica, com a finalidade de fortalecer o convívio familiar e comunitário desses meninos e meninas, articuladas pela Política Nacional de Assistência Social (PNAS), Política Nacional de Juventude (PNJ) e Programa Nacional de Inclusão de Jovens.

Desenvolvido desde junho de 2008, o programa atende 1.250 jovens na cidade de João Pessoa, distribuídos em 53 coletivos que têm em média de 25 integrantes cada um, com uma série de atividades para qualificação profissional e oficinas de arte, esporte, teatro, música e dança.

Ampliação – O secretário de Desenvolvimento Social, Edmilson Soares, explica que a meta é ampliar para 2.200 o número de jovens participantes do programa, o que representa a abertura de mais 28 coletivos. “Iremos iniciar o segundo ciclo para os novatos no dia 2 de fevereiro. Para os que já participaram do primeiro ciclo, as atividades começam nesta segunda-feira (12). Durante a inscrição, os jovens farão a opção pelo turno em que participarão do programa, que é sempre oposto ao da escola, ocupando um tempo que estaria ocioso e fazendo-o desenvolver atividades produtivas ligadas ao esporte e cultura”.

Edmilson lembrou ainda algumas ações e parcerias que contribuíram para êxito do programa no primeiro ciclo. “Realizamos um torneio de esporte que contou com a participação de 300 jovens, além de visitas aos espaços de cultura da cidade, encerrando com a realização no mês de dezembro, no Teatro do Sesi, de um grande Festival de Artes, que contou com a participação de mais de 400 jovens”.

Quanto aos parceiros, o secretário destacou o Banco do Brasil, Instituto Dom Helder Câmara, Sine João Pessoa, o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), Secretaria de Educação (Sedec) e o Centro Universitário de João Pessoa (Unipê). Estão incluídos do programa jovens de famílias beneficiadas pelo Bolsa Família e Programa de Erradicação ao Trabalho Infantil (Peti). Também participam meninos e meninas que cumprem medidas sócio-educativas determinadas pelo Juizado da Infância e Juventude, como prevê o Governo Federal.