Prefeitura investe na qualidade da merenda escolar e amplia distribuição

Por - em 191

A Prefeitura Municipal de João Pessoa amplia a distribuição da merenda escolar com a inclusão do almoço nas escolas em tempo integral e também para alunos inseridos no programa Mais Educação. Atualmente, são servidos mais de 75 mil pratos de refeição por dia, tanto nas escolas, como também nos Centros de Referência em Educação Infantil (Creis) com um investimento de mais de R$ 1,2 milhão por mês.

São 40 opções de cardápios que se alternam a cada 20 dias e que tem a elaboração de nutricionistas, supervisoras e merendeiras que compõem o quadro de profissionais da alimentação escolar e integram a Secretaria de Educação e Cultura (Sedec), que desde o início do segundo semestre gerencia a merenda e acompanha o trabalho desenvolvido nas cozinhas, assegurando que todas as etapas da produção do alimento sejam realizadas adequadamente.

A coordenadora da alimentação escolar, Julyana Assis, explica que as nutricionistas visitam as instituições de ensino e, quinzenalmente, é realizada uma reunião entre o setor de alimentação e as supervisoras, quando são entregues relatórios com informações de tudo o que acontece na unidade produtora da merenda.

“Esse contato é imprescindível, pois é um dos meios utilizados para acompanhar as necessidades de cada unidade bem como a aceitação dos cardápios, aprimorando os serviços com vistas a garantir a qualidade do que é ofertado aos alunos”, enfatiza a coordenadora.

Nos 39 Creis, crianças entre 4 meses e 5 anos de idade recebem 5 refeições diárias. Todos os cardápios são elaborados de acordo com cada faixa etária de modo que atendam suas necessidades e especificidades contribuindo para um melhor crescimento e desenvolvimento, bem como estimulando hábitos alimentares saudáveis.

Nas unidades escolares que funcionam em tempo integral, a exemplo da Radegundis Feitosa, localizada no bairro José Américo, é oferecido ao alunado três refeições diariamente. Onde é servido lanche da manhã, almoço e lanche da tarde.

“Para passar 10 horas no ambiente escolar a meninada precisa se alimentar bem. E para atraí-la, apostamos em um cardápio diversificado e rico em nutrientes. Além disso, houve a revisão do valor per capita de alguns gêneros para aumentar a quantidade das porções servidas, bem como, maior oferta de frutas e hortaliças”, explica a nutricionista Luciana Rique, responsável técnica do setor de alimentação da Sedec.

Alimentação também no ‘Mais Educação’ – Além dos estudantes das escolas em tempo integral, passaram a ter direito a três refeições diárias, os beneficiados pelo Programa Mais Educação (PME), executado pela Sedec em 82 unidades de ensino onde a iniciativa é desenvolvida. “A meta é que em 2012, as 95 escolas da rede sejam atendidas pelo Programa”, disse o coordenador geral do programa, Alberto Araújo.

Bruno Rafael, de 14 anos, é um dos beneficiados do Programa Mais Educação. Aluno do 8º ano da Escola Zumbi dos Palmares, em Mangabeira VI, ele divide o tempo entre as atividades extracurriculares e as aulas. “Passo muito tempo na escola, mas no final o esforço é válido. Agora almoçando aqui, tiro um tempinho para descansar. E o melhor, o tempero é caseiro, é como se estivesse comendo a comida da avó”, comenta o adolescente.

Felizes também por não precisarem mais ir para casa almoçar e depois terem que voltar às pressas, as amigas Ana Raquel e Beatriz Vicente, de 9 anos, exibem os pratos e revelam o cardápio do dia. “Feijão, arroz, carne moída, salada e melancia. Tem como não comer?”, brincam as alunas do 4º ano que estudam pela manhã e a tarde desenvolvem atividades de jornal escolar, rádio, dança e recreação.

A diretora da escola, Socorro dos Santos, diz que depois da oferta do almoço o índice de freqüência no programa aumentou muito. “Em uma semana, já pude notar as crianças mais assíduas e dispostas. Já teve até mãe procurando se não tinha como encaixar o filho”, comemora Socorro.

A Secretária de Educação, Ariane Sá, afirma que garantir o serviço de almoço nas 82 escolas onde são desenvolvidas as atividades do ‘Mais Educação’ é uma grande responsabilidade. “Estamos abraçados com o compromisso de garantir a qualidade que é a marca da merenda servida em todas as unidades de ensino”.

O programa ‘Mais Educação’ é uma iniciativa político-educacional do Governo Federal em parceria com a PMJP. O financiamento vem do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), através do programa ‘Dinheiro Direto na Escola’.

Cardápio – Elaborados de acordo com as necessidades nutricionais e respeitando os hábitos alimentares da região, os cardápios são compostos de frutas in natura, sucos, salada de frutas, preparações regionais como cuscuz com ovo, baião de dois, macaxeira, batata doce, mugunzá, além dos mais aceitos como cachorro quente, sanduíche com queijo, iogurte com biscoito, além de cardápios especiais para alunos portadores de patologia com a apresentação do laudo médico (diabetes, hipertensão, doença celíaca e intolerância a lactose), dentre outros.