PMJP oferece serviço de ressonância magnética e beneficia população

Por - em 284

O serviço de ressonância magnética do Hospital Santa Isabel, inaugurado há pouco mais de um mês, tem beneficiado a população do município de João Pessoa. Um exemplo é do despachante Jailton Raimundo da Silva, 42 anos, morador de Cruz das Armas, que, com fortes dores no joelho direito e dificuldades de locomoção, fez o exame. “O médico deu uma requisição para que eu pudesse fazer esse exame. Chegando aqui fui muito bem atendido”, afirmou Jailton Raimundo, que antes de ser beneficiado pelo serviço da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) procurou a rede privada e descobriu que o procedimento custava em média R$ 800.

“O médico deu uma requisição para que eu pudesse fazer esse exame. Chegando aqui fui muito bem atendido”, afirmou Jailton Raimundo, que antes de ser beneficiado pelo serviço da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) procurou a rede privada e descobriu que o procedimento custava em média R$ 800. “Há três meses eu vinha sentindo essas dores no joelho. Eu estive na rede privada é o exame custava entre R$ 800 e R$ 900. Aqui no Santa Isabel foi rápido para ser atendido”, relatou.

O serviço de ressonância magnética funciona de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h, e tem uma previsão média de beneficiar 250 pessoas por mês. A máquina, a primeira da rede pública no Estado, realiza atualmente oito exames diários, com perspectiva de aumentar o montante já na próxima semana.

De acordo com o diretor administrativo do Hospital Santa Isabel, Sérgio Miranda, o serviço de diagnóstico por ressonância magnética abrange as especialidades de coluna lombar, coluna cervical, crânio, quadril, ombro, cotovelo, joelho e tornozelo. A equipe responsável é comporta por três técnicos, com formação para operação no equipamento, dois técnicos em enfermagem e três radiologistas. O serviço atende, inicialmente, apenas o município de João Pessoa, agendado através da Central de Regulação, mas tem a previsão de ser ampliado para os municípios pactuados com a Capital.

O equipamento foi adquirido pela PMJP, por intermédio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), com um valor orçado em R$ 1,5 milhão, sendo R$ 1,2 milhão apenas em equipamento e o restante nas instalações do serviço.

Outros atendimentos – Além da ressonância, o Hospital Santa Isabel atende nas áreas de cirurgia eletiva, cirurgia bariátrica e vasectomia. A direção do Hospital informou que a unidade promove hoje cerca de 350 cirurgias eletivas ao mês, bem como 1.800 consultas no ambulatório.

O fluxo de atendimento compreende João Pessoa e municípios pactuados. O atendimento inicia com a recepção do usuário pela equipe de Saúde da Família, que encaminha para o ambulatório de cirurgia eletiva do Santa Isabel. No Hospital é realizada a consulta e exames pré-operatórios. Após realizar o procedimento cirúrgico, a equipe promove o acompanhamento do usuário.

Dentre as especialidades abrangidas pelas cirurgias eletivas no Santa Isabel estão a cirurgia geral, vascular, ginecologia, proctologia, mastologia, urologia, cabeça, pescoço, bucomaxilofacial, otorrinolaringologia, mão, punho e aparelho digestivo.