Prefeitura participa de evento que debate estratégias de combate à corrupção

Por Luiz Carlos Lima - em 272

A Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) está apoiando a realização do HackFest Contra a Corrupção 2017. O evento acontece a partir desta sexta-feira (9), no Espaço Cultural José Lins do Rêgo, no Bairro do Estado. Serão dois dias de evento – a data final será o domingo (11) -, no qual serão debatidos temas relacionados ao combate à corrupção. Durante a maratona da programação nos dois dias de evento, haverá duas linhas temáticas: “Participação social e avaliação de serviços públicos” e “Gestão dos recursos públicos”. A PMJP tem se destacado sucessivas vezes em questões relativas à gestão e transparência pública por órgãos fiscalizadores.

A proposta do Hackfest é produzir plataformas tecnológicas para utilização da sociedade no enfrentamento à corrupção. O evento terá diversas outras atrações, dentre elas uma atividade para estudantes de Comunicação e de Publicidade, palestras e oficinas com profissionais e acadêmicos renomados na área de TI, concurso de desenho e redação, grupo de teatro infantil, food truck park e mostra de cinema.

Trata-se de um evento tecnológico cujo propósito se remete ao combate direto à corrupção, entendida como uma das principais causas para o desencadeamento da pobreza e miséria social. O evento é apoiado na mobilização coletiva de profissionais e estudantes de diversas áreas correlatas à gestão pública e seus artefatos, como Tecnologia da Informação, Contabilidade, Administração, Direito, entre outros, sempre em conjunção de esforços para o desenvolvimento e produção de soluções tecnológicas avançadas, como aplicativos ou jogos, que atuem na promoção do controle e conscientização social quanto aos gastos públicos.

Equipes – Durante a maratona, os participantes vão formar equipes visando à produção de softwares para computadores ou dispositivos móveis que possibilitem o controle social visando combater a corrupção ou melhorar a gestão pública. Os softwares podem ser aplicativos, sistemas web ou jogos, desde que sejam projetados para serem disponibilizados gratuitamente e que tenham o código fonte aberto.

Cada equipe deve ter no mínimo quatro integrantes e no máximo oito. As equipes devem escolher um coordenador, que vai ser responsável pela interação do grupo com a comissão organizadora. Os participantes precisam dispor dos próprios equipamentos para a realização das atividades. Os projetos devem ter o código fonte desenvolvido durante o evento e não é permitida a participação de um projeto que já tenha sido iniciado antes do HackFest.