Prefeitura realiza 4º Seminário de Literatura de Cordel, nesta quarta

Por - em 22

A Prefeitura de João Pessoa (PMJP) realiza nesta quarta-feira (8), o IV Seminário Literatura de Cordel. O evento é uma iniciativa da Secretaria de Educação e Cultura (Sedec) e acontece a partir das 8h no Centro de Capacitação de Professores (Cecapro), localizado na Avenida Beira Rio.

Professores de 20 escolas da rede municipal de ensino, contempladas com o Projeto Cordel na Sala de Aula, estarão participando do seminário que tem como objetivo realizar oficinas de leitura e apontar sugestões metodológicas de forma a trabalhar a literatura de cordel na sala de aula.

Segundo a professora Maria Laura de Albuquerque, coordenadora do Cordel na Sala de Aula, esse seminário acontece como uma das capacitações oferecidas pela Sedec aos professores na Literatura de Cordel. “Ações como essas são fundamentais para que a cultura popular se aproxime das escolas, transformando-se em instrumento pedagógico da educação infantil ao ensino fundamental”, enfatizou.

Programação – O IV Seminário Literatura de Cordel traz na programação especialistas e cordelistas e a exibição de um documentário sobre o Projeto Cordel na Sala de Aula, desenvolvido nas escolas municipais. No turno da manhã será ministrada a oficina Leitura de Folhetos de Cordel na Sala de Aula, orientada pela professora da Universidade Federal da Paraíba (UPFB), Maria Claurência Abreu.

A programação da tarde tem inicio com a apresentação do documentário ‘Projeto Cordel na Sala de Aula’, seguido da palestra ‘Sugestões Metodológicas para Trabalhar Cordel na Sala de Aula, proferida pela coordenadora do projeto Maria Laura de Albuquerque. O encerramento do Seminário Literatura de Cordel será às 16h, com a apresentação de cordel cantado e recitado do cordelista Marco di Aurélio.

O Projeto Cordel na Sala de Aula é realizado desde 2007 em 20 escolas da rede municipal de ensino, abrangendo o Ensino Fundamental I e II e Ensino de Jovens e Adultos (EJA). O objetivo da ação é incentivar o hábito de leitura do cordel dentro das atividades transdisciplinares de cada escola, entendendo esse gênero literário como instrumento pedagógico, principalmente por ser um identificador da verdadeira cultura nordestina.