Prefeitura realiza ação de mobilização pelo Dia da Luta Antimanicomial

Por - em 79

A Prefeitura Municipal de João Pessoa realiza nesta quinta-feira (17), a partir das 8h, no Parque Sólon de Lucena (Lagoa), uma mobilização para o envolvimento da população no movimento de Luta Antimanicomial, promovido nacionalmente nesta sexta-feira (18). O evento contará com diversas atrações culturais. A Luta Antimanicomial é um movimento social que luta por uma sociedade sem manicômios e para que o cuidado com a saúde mental seja realizado em serviços de base comunitária e territorial, buscando o resgate da autonomia e a valorização da subjetividade.

Anna Luiza Castro, coordenadora da Saúde Mental da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), destacou que um dos objetivos mais importantes da luta antimanicomial é combater a discriminação feita aos pacientes com transtornos mentais. “Além da prisão física dos manicômios a discriminação é uma prisão mental atribuída a estas pessoas, o que dificulta ainda mais o tratamento e a relação com elas”, enfatizou.

Na programação do evento constam apresentações culturais como danças circulares, capoeira, dança do ventre, dança de rua e uma demonstração do grupo de teatro do Centro de Atenção Psicossocial AD.

A coordenadora enfatizou que desde 2005 a rede municipal tem implantado vários tipos substitutivos para a internação, tratamento diferenciado dos Centros de Atenção Psicossocial (Caps) e de seis residências terapêuticas. “As internações devem ser direcionadas a uma enfermaria psiquiátrica para momentos de crises”, afirmou Anna Luiza Castro, coordenadora da Saúde Mental da SMS.

Outra ações – A Prefeitura Municipal de João Pessoa deu início nesta terça-feira (15) a uma série de ações em sensibilização à Luta Antimanicomial em João Pessoa. As ações são promovidas pela Secretaria Municipal de Saúde e estão sendo realizadas do dia 15 a 18 de maio. A abertura da iniciativa aconteceu no Espaço Cultural com representantes dos profissionais que trabalham na área na rede municipal de saúde.

Capacitação – Nesta quarta-feira (16) cerca de 350 profissionais de saúde que trabalham nas Unidades de Saúde da Família (médicos, enfermeiros e ACS) estão sendo capacitados para identificar e acolher da melhor forma pacientes com sofrimento psíquico no Centro de Formação Profissional e no auditório do Centro de Ciências da Saúde da UFPB. Na terça-feira (15) aconteceram ações de sensibilização com a população em frente ao Mercado Público do Castelo Branco, na USF Integrada de Cruz das Armas.