Prefeitura realiza São João Rural do Vale do Gramame, a partir de sábado

Por - em 52

O ‘3° São João Familiar Rural do Vale do Gramame’ será aberto oficialmente neste sábado (15) e acontece até o dia 28 de junho, na Comunidade de Engenho Velho. A programação tem inicio a partir das 4h da manhã, com a ‘3ª Caminhada Ecumênica de São José’, o padroeiro dos agricultores, e a distribuição simbólica de sementes.

Já às 20h, começa a parte musical, com a participação dos ‘Cirandeiros do Vale do Gramame’; na seqüência ocorre o ‘Encontro de Quadrilhas Juninas’, acompanhadas da banda ‘Raízes do Vale’, e encerrando a noite em grande estilo, show com a banda ‘As Bastianas’, na Associação Agrícola dos Moradores de Engenho Velho.

Parcerias – O evento é realizado pela Prefeitura de João Pessoa (PMPJ), por intermédio de sua Fundação Cultural (Funjope), das secretarias municipais de Turismo (Setur), de Meio Ambiente (Semam), de Superintendência de Trânsito (STTrans), a Autarquia Especial Municipal de Limpeza Urbana (Emlur), em parceria com a Escola Viva Olho do Tempo (Evot) e Fórum da Agenda 21 Local.

O grupo ‘Cirandeiros do Vale do Gramame’ nasceu a partir de um encontro entre D’oci Gomes, uma das diretoras da Evot, com o morador João da Penha, e daí surgiu a iniciativa de revitalizar as cirandas autorais e do cancioneiro popular. Num dos seus relatos, João da Penha revelou que quando jovem participava das festas tradicionais daquela comunidade, como lapinhas e eventos juninos, com danças como cirandas e cocos.

Encontro – Três quadrilhas juninas da região participam do encontro. São elas a ‘Fazenda Engenho Velho’, fundada em 2006 e hoje com 30 componentes, que este ano desenvolveu o tema ‘Paul’ (uma várzea fértil do rio Gramame para a plantação, enriquecida pelas enchentes que deixam na terra muitos nutrientes).

Já a ‘Fazenda Chã da Cutia’ traz o tema ‘Rio Gramame’, que corta a região e já serviu de lazer e renda para os moradores locais. Atualmente, as águas do rio estão poluídas, mas sobre seu leito existe uma ponte cuja beleza arquitetônica é um dos símbolos da comunidade. O terceiro grupo é a ‘Fazenda Linda Flor’, de Mituaçu, com o tema ‘Pescador do Rio Gramame’.

A banda ‘Raízes do Vale’, que vai acompanhar a apresentação das quadrilhas juninas, é formada por Hassen, Anderson, Rui, Rodrigo e Zominho do Acordeon, este último, compositor e morador da comunidade, admirador de Luiz Gonzaga (o ‘rei do baião’) e defensor do forró raiz.

‘As Bastianas’
– A banda surgiu em 1989 no circuito alternativo da música paraibana, influenciada por ícones do forró como Luiz Gonzaga, Jackson do Pandeiro, Dominguinhos, Marinês e Sivuca. Já com dois CDs gravados, o ‘Chama pra dançar’ e o mais novo trabalho ‘Colcha de Retalho’, a banda é formada por mulheres e neste show terá a participação do contrabaixista convidado Chico Limeira. O grupo tem Angélica Lacerda (acordeon e voz), Vilanda Ramos (percussão), Regina Limeira (violão) e Priscila Fernandes (zabumba).