Prefeitura realiza Semana do Idoso e incentiva qualidade de vida

Por - em 93

A Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), por meio do Instituto de Previdência Municipal (IPM) está realizando desde segunda-feira (3) a Semana do Idoso com uma programação intensa de atividades que estão sendo realizadas no Clube da Pessoa Idosa, no bairro do Altiplano. Nesta quarta-feira (5), aconteceu uma Mostra de Talentos e de Dança, na qual se  apresentaram diversos grupos da terceira idade. Atividades seguem até esta próxima sexta-feira (7). O evento faz alusão ao Dia Mundial do Idoso, comemorado no último sábado, 1º de outubro.

Segundo Paula Frassinete, secretária adjunta do IPM, o objetivo é fazer com que a população mais velha se sinta acolhida, valorizando a qualidade de vida de todos. “A nossa cidade é uma das que mais tem idosos em todo o Brasil, por isso é tão importante valorizarmos políticas públicas para essas pessoas. Uma data como esta serve para lembrarmos a importância delas diante da sociedade”, afirmou.

Xaxado, valsa, carimbó, samba e salsa foram alguns dos ritmos exaltados nas apresentações de dança. Helena Holanda, que coordena o grupo “Uma Nova Mulher”, revelou que os trabalhos desenvolvidos trazem inúmeros benefícios para os participantes. “Independência familiar, elevação da auto-estima, realização de sonhos, renascimento para uma segunda fase da vida, integração com outras pessoas, inclusão e aumento do conhecimento cultural são algumas mudanças que percebemos ao longo do tempo”, elencou.

Para Francisca Barros, que coordena o grupo Fênix, a redescoberta da vida é perceptível ao longo do tempo. “Muitos, quando entram no grupo, não acreditam que tem condição de dançar e quando começam a aprender e desenvolver a coreografia, os primeiros passos, se empolgam e descobrem inúmeras outras possibilidades”, destacou.

A programação da Semana do Idoso segue até a próxima sexta-feira (7). Nesta quinta-feira (6), será realizada, a partir das 8h30, uma peça de teatro, coroada com um baile de carnaval ao estilo dos anos 70. Às 15h acontecerá  o 3º Encontro de Corais. Na sexta-feira (7), o encerramento do evento acontece às 15h, com a apresentação da Orquestra Sanhauá.

IPM – O Institudo de Previdência Municipal (IPM) realiza atividades específicas para a população da terceira idade com o objetivo de proporcionar mais qualidade de vida, através do Centro de Convivência e do Clube da Pessoa Idosa, que funciona no bairro do Altiplano.

No local são oferecidas gratuitamento 25 oficinas entre atividades físicas ou lúdicas como hidroginástica, alongamento, judô, natação, informática, teatro, psicoterapia, dança, yoga, oficina de memória e coral, além de uma Estação Digital, Biblioteca, Sala de Jogos e serviços assistenciais de fisioterapia e enfermagem.

Segundo Paula Frassinete, o Clube da Pessoa Idosa começou a funcionar em 2008 e já possui 450 pessoas inscritas nos diversos programas existentes. Ela acredita que as atividades proporcionam para a população uma vida mais feliz. “Com a participação frequente, percebemos um aumento na expectativa de vida dos idosos, bem como o aumento da auto-estima o desenvolvimento da independência e maior integração com a família”, contou.

De acordo com Frassinete, para se inscrever em uma das oficinas oferecidas pelo Clube é preciso ter independência física e de locomoção e realizar exames prévios cardiológicos e ginecológicos, no caso das aulas que utilizam a piscina.

Qualidade de Vida – Maria Firmino e Teodomiro Fonseca estão casados a 54 anos e frequentam juntos o Clube da Pessoa Idosa. Eles participam assiduidamente da oficina de dança e contam  que se tornaram pessoas mais alegres depois que começaram a participar do grupo. “Nós éramos muito solitários, pois nossos filhos moram longe e aqui pudemos conhecer outras pessoas e interagir com o grupo. Também estamos mais dispostos para realizar tarefas simples do dia-a-dia”, falaram.

O casal Paulo Tomé e Rosa Nanis se conheceu no Clube e estão casados há 8 meses. Juntos eles participam de 80% das atividades. “Percebemos uma mudança completa na nossa qualidade de vida. Conseguimos controlar algumas doenças, o que nos proporcionou uma vida mais saudável e prolongada, além da oportunidade de fazer muitas amizades”, pontuaram.