Prefeitura tem plano para encarar emergências em saúde pública

Por - em 23

A Prefeitura de João Pessoa (PMJP), numa ação de sua Secretaria Municipal de Saúde (SMS), realiza nesta sexta-feira (10), a partir das 14h, no Hotel Netuanah (praia do Cabo Branco), uma apresentação do Plano para o Enfrentamento das Emergências em Saúde Pública, catástrofes e desastres ambientais. O plano, que será apresentado pelo profissional do Samu-Metropolitano, Endrigo Nunes, contém as estratégias e ações para que a SMS, Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), Corpo de Bombeiros e Defesa Civil dêem continuidade ao enfrentamento das emergências em saúde pública no município.

Durante a programação, o infectologista Francisco Bernardino também participará com uma palestra sobre o tema ‘Influenza: Uma emergência em saúde pública’. De acordo com a diretoria de Vigilância à Saúde, Júlia Vaz, a incidência da epidemia de gripe causada pelo vírus influenza, transmitida pelo consumo de aves em regiões da Ásia e África, deixaram os órgãos de saúde em alerta. “Todos os órgãos de saúde precisam estar preparados caso o vírus chegue por aqui”, disse a diretora. Ela lembrou que em João Pessoa existem duas Unidades Sentinelas, uma no Centro de Assistência Integral à Saúde (CAIS) de Mangabeira e outra no CAIS de Cruz das Armas, que monitoram mensalmente os tipos de vírus, como os da gripe.

O município de João Pessoa vai instituir por meio de portaria as atribuições do Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs), que tem como objetivo fomentar a capacitação de notificações e análise de dados e informações estratégicas relevantes para a prática da Vigilância à Saúde e a unificação dos mecanismos de comunicação avançados para o controle de doenças. Segundo Júlia Vaz, é importante considerar a necessidade de criar no âmbito do município um serviço de resposta rápida para evitar o surgimento de epidemias/endemias e o surgimento de doenças urgentes.

O Cievs funciona na Diretoria de Vigilância à Saúde funciona 24 horas, todos os dias da semana, por meio dos telefones 0800-2827959 e no Smart fone 8821-5454. Os profissionais estarão de plantão para atuar de imediato para controle de doenças e desastres ambientais. Também existe um profissional-referência em cada hospital municipal e centros de saúde, Corpo de Bombeiros, Samu e Defesa Civil. “A Secretaria de Saúde sozinha não tem como atuar em casos de urgência. Por isso, a importância de ações interssetoriais para que a ação tenha uma maior resolutividade”, falou Júlia Vaz.