Prefeitura vai entregar mais dois Creis, neste mês de abril

Por - em 26

Neste mês de abril, a Prefeitura de João Pessoa (PMJP) entrega mais dois Centros de Referência em Educação Infantil (Creis), sendo um no Residencial Gervásio Maia (Colinas do Sul) e outro no Jardim Veneza. O primeiro será entregue às 10h da próxima segunda-feira (7) e faz parte de um conjunto de equipamentos comunitários, que está sendo implantado pelo Governo Municipal no maior empreendimento habitacional da Capital, onde foram acolhidas cerca de 1.300 famílias oriundas de acampamentos, abrigos provisórios e moradias precárias, em vários locais da cidade. A unidade escolar ganhou o nome de ‘Luzia do Taipa’, em homenagem a uma das principais representantes do movimento de luta pela moradia na cidade.

O diretor de Produção Habitacional da Secretaria Municipal de Habitação (Semhab), Severino Alexandrino Santos de Lima, explicou que a creche entrou em um pacote de obras executadas no Residencial Gervásio Maia, com recursos do Orçamento Geral da União (OGU) e próprios da Prefeitura da Capital. Foram investidos R$ 176 mil na construção do equipamento. Além da edificação de cerca de 1.300 moradias e da creche, o projeto de urbanização do residencial inclui uma unidade de saúde e uma escola (já entregues), um ginásio esportivo e uma praça, que estão em execução.

Quinto Crei – A creche Luzia do Taipa é a quinta de uma série de 11 a serem entregues este ano pela Prefeitura. As primeiras foram construídas no Altiplano, Bessa, Cidade Verde e Paratibe. No dia 29 deste mês, a Prefeitura entrega o sexto Crei, que atenderá meninos e meninas do bairro do Jardim Veneza. Os novos equipamentos de educação infantil têm estrutura física e de pessoal para oferecer atividades pedagógicas, recreativas, cuidados de higiene e cinco refeições diárias a crianças de 2 a 6 anos de idade. Com esses dois novos Creis, serão 35 creches municipais na cidade, atendendo cerca de 3.500 crianças.

A creche do Gervásio Maia tem 370 metros quadrados de área construída, com quatro salas de aula, uma sala para especialista, refeitório, recreio coberto, pátio, administração, rouparia, bateria de banheiros (com oito chuveiros, quatro bacias sanitárias e quatro mictórios), cozinha, despensa, depósito de material de limpeza, almoxarifado e área de serviço. A unidade vai funcionar das 7h às 17h, de segunda à sexta-feira.

Letramento – A secretária de Educação e Cultura (Sedec), Ariane Sá, afirmou que com a entrega dessas 11 creches, a Prefeitura de João Pessoa está tentando corrigir uma defasagem de vagas na educação infantil, acumulada nos últimos anos, por falta de investimento de outras gestões. Ela disse que a atual gestão pensa nas creches não só como locais para se guardar crianças, mas também como ambientes propícios para o início do letramento. “Oferecemos toda a estrutura pedagógica para que a criança saia da creche pronta para ser alfabetizada, no primeiro ano do ensino fundamental”, ressaltou.

Além de professores, os centros de educação infantil mantêm no quadro de profissionais monitores, berçaristas (nas 13 creches que têm berçários) lactaristas, cozinheiras, lavadeiras, auxiliares de serviço, psicólogas, assistentes sociais, pedagogos e nutricionistas.

Homenagem – Luzia Maria dos Santos Maciel, mais conhecida como ‘Luzia do Taipa’ nasceu no dia 21 de junho de 1945, em Campina Grande. Na década de 50, veio morar na Capital paraibana, onde dedicou boa parte de sua vida aos movimentos de luta pela moradia para o bairro do Costa e Silva, onde morou até o seu falecimento no dia 13 de novembro de 2007. Luzia foi delegada da 5ª Região do Orçamento Democrático e deixou um casal de filhos.

De acordo com sua filha Adriana dos Santos, ela “lutava por amor aos outros e não pedia nada para ela”. Ela acrescentou que o momento mais marcante na vida da mãe foi quando vários moradores do Costa e Silva receberam as novas casas em alvenaria que substituíram as moradias de taipa. “Ver aquelas pessoas receberem as casas pela Prefeitura de João Pessoa deixou minha mãe muito feliz e esperançosa. Ela lutou muito por isso até o fim de sua vida”, disse Adriana.

A família agradeceu muito a homenagem e revelou que Luzia tinha o desejo de ser diretora de uma creche. “Essa homenagem é como a realização do sonho dela”, relatou a filha.