Prefeitura vistoria comunidades em áreas de risco da Capital

Por - em 47

A Defesa Civil de João Pessoa continua vistoriando as áreas de risco da Capital para evitar deslizamentos com as chuvas do período. Na manhã desta terça-feira (22), o órgão autorizou a colocação de uma lona na comunidade Tito Silva, no bairro de Miramar, em uma operação conjunta com a Guarda Municipal e a Autarquia Municipal Especial de Limpeza Urbana (Emlur) para garantir que as casas não sejam atingidas.

De acordo com o coordenador da Defesa Civil, Rodrigo Marques, a medida é de prevenção. “A comunidade não está ameaçada, mas queremos prevenir as pessoas de possíveis transtornos. A cada comunidade que visitarmos, vamos verificar se a colocação de lonas é necessária”, afirma o coordenador.

A próxima comunidade visitada pela Defesa Civil será a que fica no entorno da Rua Minervino Bione, na Torre. A equipe se deslocará ao local nessa quarta-feira (23), segundo Rodrigo Marques. O órgão também deve vistoriar no mesmo dia a comunidade Saturnino de Brito, na Avenida Trincheiras para averiguar as condições de habitação e risco das famílias que lá residem.

A operação na comunidade Tito Silva foi acompanhada pelo superintendente adjunto da Guarda Municipal, Capitão Lucas Medeiros. “Após a indicação do local pela Defesa Civil, a Emlur fez um trabalho de capinagem e nós colocamos a lona. É uma medida que vem dando certo”, diz o Capitão.

Participaram da operação 10 agentes da Guarda Municipal, que utilizaram equipamentos de segurança para afixar a lona à encosta da comunidade Tito Silva. Já a Emlur disponibilizou cinco agentes de limpeza urbana para fazer a limpeza do solo.
 
População – A empregada doméstica Teresa dos Santos mora logo abaixo da encosta onde foi colocada a lona na Comunidade Tito Silva. Ela diz que se sente mais segura com a medida, apesar de não ter sofrido grandes problemas com as chuvas. “Eu moro aqui há 30 anos e graças à Deus nunca me aconteceu nada, mas é bom prevenir”.

Já a dona de casa Maria do Socorro, mora quase ao lado da encosta da comunidade e se diz preocupada quando começa o período chuvoso. “Sempre quando chove forte ficamos apreensivos, mas a lona diminui o risco de deslizamento e evita que as crianças brinquem perto do local”.