Prevenção é palavra de ordem da Defesa Civil em dez comunidades

Por - em 29

A Defesa Civil intensifica o trabalho preventivo em dez comunidades na Capital em situação de risco diante das chuvas que começam a cair na cidade.

Nesta terça-feira (25), a ação preventiva será realizada na Comunidade do Timbó, no bairro dos Bancários, com o envolvimento direto de 50 profissionais de várias secretarias e órgãos municipais.

Durante o feriadão da Semana Santa, o órgão recebeu 12 chamados e interditou três casas na Comunidade Boa Esperança, no bairro do Cristo Redentor.

As ações preventivas objetivam reduzir os riscos de desmoronamento de barreiras e alagamento de vias, por exemplo. Para conseguir minimizar esses riscos, as equipes têm feito limpeza de galerias pluviais, topo e sopé de barreiras, de áreas ribeirinhas e divulgação de informações educativas com os moradores. Equipes da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) também estão inspecionando as áreas para identificar possíveis focos de vetores da dengue e leptospirose.

A Defesa Civil iniciou este trabalho há oito dias e já passou por comunidades como Saturnino de Brito e bairro São José. O coordenador do órgão, Manuel Duré, ressaltou que a parceria com a população tem sido fundamental para as ações preventivas. “A resposta da comunidade é muito positiva, até porque estamos levando benefícios para as comunidades. Temos consciência que essas ações não resolvem os problemas nas áreas, mas minimizam muito os riscos de acidentes, inclusive, com vítimas fatais”, frisou.

Nas ações preventivas estão envolvidas a Autarquia Municipal Especial de Limpeza Urbana (Emlur) e as secretarias de Saúde (SMS), Desenvolvimento Social (Sedes), de Infra-Estrutura (Seinfra) e a coordenação dos trabalhos sob a responsabilidade da Defesa Civil.