Primeira etapa da reforma do Mercado da Torre está em fase final

Por - em 58

A primeira etapa da reforma do Mercado da Torre já está em fase de conclusão e deve ser entregue à população no próximo mês de abril. As obras foram iniciadas pela Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), através das Secretarias de Desenvolvimento Urbano (Sedurb) e de Infraestrutura (Seinfra), em abril de 2011 e tiveram um investimento inicial de aproximadamente R$ 6,4 milhões.

Segundo o Chefe da Divisão de Abastecimento Alimentar da Sedurb, Antônio da Cunha, 220 comerciantes serão relocados. “Nesta etapa, 60 comerciantes foram relocados para outros locais do Mercado da Torre. Quando entregarmos a primeira fase, em abril, serão relocados mais 70 comerciantes para prosseguirmos com a segunda etapa das obras”, explicou.

Com a reforma, a PMJP pretende melhorar a qualidade das instalações e da infraestrutura de quem trabalha nesse espaço público, como também atender melhor os consumidores, frequentadores do local e moradores da Torre e bairros vizinhos. De acordo com a Sedurb, o andamento das obras segue como planejado no cronograma.

Para não prejudicar os comerciantes, o trabalho de reforma foi dividido em três fases, já que durante as obras eles têm que ser transferidos para locais provisórios. Nesta primeira fase estão sendo construídos os setores de carnes, diversos, cereais e imagem pessoal (salões de beleza e barbearias). Na segunda fase será a vez da praça de alimentação, feira livre e área de eventos; e, por fim, na terceira, haverá a estruturação das lojas da frente do mercado, do antigo galpão da Rua Barão de Mamanguape e estacionamento.

Antônio da Cunha explicou que a primeira fase é a mais complicada porque toda a estrutura antiga do mercado foi derrubada, conservando apenas a fachada, que é tombada pelo patrimônio histórico. Ele explicou que a estrutura original da parte frontal foi mantida, mas a área interna foi reformulada e o

Melhorias – Na opinião do comerciante Jayme César da Silva, do setor de alimentação, que trabalha há 46 anos no mercado, os trabalhos prometem grandes melhorias. “Para nós é uma maravilha porque durante muito tempo se ouviu falar em reforma e nunca se fez. E agora, graças a Deus, essa nova gestão está fazendo esse trabalho, que está bastante avançado, só temos que agradecer”, disse.

O comerciante Cresciano Alves de Sousa trabalha desde a fundação do Mercado com a venda de cereais. “Toda reforma que se faz é para o bem, então eu espero muita coisa boa. Mas, não é fácil, porque reformar é mais difícil do que construir. Esperamos sair daqui para um lugar mais estruturado e que melhore tudo para nós comerciantes”.

Roberto Francisco Inácio, conhecido como “Zuca dos Correios”, que mora há 25 anos no bairro, destacou a importância das obras para a população da área “Vai ser muito bom para os moradores porque vai melhorar o mercado, vai ser mais limpo, com mais condições de higiene. Pelo que estamos vendo, vai ficar maravilhoso para os consumidores e comerciantes do local”.