Primeiro dia do ‘Música do Mundo’ explora a mistura de ritmos

Por - em 116

Ritmos nordestinos, portugueses, espanhóis, orientais e samba. Esta foi a mistura que o surpreendeu o público na primeira noite do festival ‘Música do Mundo’, nesta segunda-feira (26). O evento, que se estenderá até o dia 30 deste mês, acontece nas areias da Praia de Tambaú, no Busto de Tamandaré, e é uma parceria da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) com o Governo do Estado. O ‘Música do Mundo’ faz parte do projeto ‘Circuito do Sol’, que trará diversas atrações durante os meses de dezembro e janeiro à cidade de João Pessoa.

Logo na primeira noite do evento, o público foi presenteado com três shows que valorizaram a música instrumental. Violões, flautas, violinos e pífanos foram os instrumentos que deram o tom á primeira noite de festival.  Os três primeiros shows do ‘Música do Mundo’ foram realizados pelos artistas Fernando Farias, da Paraíba, Marcel Powell, do Rio deJaneiro, e Rão Kyao, de Portugal.

O público que compareceu ao evento vibrou com as apresentações e se mostrou surpreso com os shows de músicas instrumentais. “É muito legal ver músicas desse tipo em um evento assim ao ar livre. Eu não conhecia os artistas, mas fiquei curiosa em ver o show”, disse a professora Elenita Martins. A estudante universitária Ana Cláudia Medeiros também aprovou os shows. “Eu gosto de músicas mais alternativas, que não tocam nas rádios, e este festival é uma grande oportunidade de conhecer outros ritmos”, declarou.

Se o público presente aprovou os shows, os artistas que subiram ao palco na primeira noite do festival também exaltaram à iniciativa da PMJP de oferecer ritmos diversos aos pessoenses. “Um evento como este é formador de público, pois faz com que a população se acostume á sonoridade e esteja em contato com músicas menos comerciais”, declarou Fernando Farias. 

Flauta de Fernando Farias abre festival – A primeira atração a subir no palco montado no Busto de Tamandaré já mostrou o que seria a noite:uma explosão de ritmos. Com quase todo show de músicas instrumentais, o músico Fernando Farias passeou pelo frevo, samba, maracatu, além de tons da música andina. Apesar do show instrumental, duas canções foram interpretadas pela cantora Soraya Bandeira. 

“Eu sempre estudei ritmos diferentes e gosto de passear por vários compositores, seja daqui da Paraíba como os conhecidos nacionalmente”, declarou o músico. No repertório do show canções de Paulo Ró, Chico César, Alice Lumi, Antônio Nóbrega, Pedro Osmar,Everaldo da Flauta e João Baiano.

Mistura de ritmos de Marcel Powell – A segunda atração da noite foi o violonista Marcel Powell. O músico brincou com os ritmos brasileiros e arrancou aplausos calorosos da plateia após cada interpretação. A MPB foi o ritmo mais presente no repertório, mas o público também conferiu samba, jazz, choro e frevo. Com 24 anos de idade, o músico se consolida no cenário nacional com apresentações em diversos shows de artistas renomados como Alcione, Maria Bethânia e Adriana Calcanhoto.

“Vim aqui para mostrar um pouco do meu universo musical e minhas influências, que passam, por exemplo,por Dominguinhos e Sivuca”, destacou. Dentre as músicas do repertório estiveram “ÚltimoDesejo”, de Noel Rosa, “Desenho de Giz”, de João Bosco e Abel Silva, “Essa Maré”, de Ivan Lins e Ronaldo M. Souza e “Round’bout midnight” do pianista Thelonious Monk, e “Choro para Metrônomo”, de Baden Powell.

Ritmos orientais no show de Rão Kyao – A última atração da noite, o português Rão Kyao seguiu a tendência de variedade de ritmos. Com umasonoridade baseada no folclore português, espanhol e marroquino, o flautista surpreendeu ao público ao mostrar canções com sons da Índia.

“Esse show é uma viagem por vários discos da minha carreira e misturei canções da música européia,africana e asiática. Também iremos mostrar dois novos temas, que está sendo lançado mundialmente aqui (Daidai e Planícies)”, afirma o flautista. O músico tem 23 discos lançados, sendo o último deles em 2009 , cujo nome é ‘Encantado’.