Procon encontra variação de 152,2% no preço do fígado bovino

Por - em 22

O Procon de João Pessoa realizou nesta quarta-feira (3) e quinta-feira (4) uma pesquisa em nove supermercados da Capital, onde avaliou o preço das carnes, peixes e frango, que apresentou uma variação de 152,2% de um estabelecimento para o outro. O grande vilão é o fígado bovino, que pode ser encontrado entre R$ 3,99 e R$ 7,44. A pesquisa também comparou o preço da cesta básica, que manteve a média do último levantamento realizado no inicio de janeiro, com uma variação de 102,0%. O fubá continua entre os itens com mais diferença de preço.

Entre os peixes em posta, o dourado pode ser encontrado por R$ 9,99 até R$ 18,98, uma diferença de 90%. O filé de peixe de pescada branca está sendo comercializado entre R$ 12,35 e R$ 18,25, representando uma variação de 48%. Dos peixes vendidos com a cabeça, a menor variação foi no preço do salmão, que manteve a média entre R$ 10,98 e R$ 10,90, uma diferença mínima de 7%.

O fígado bovino foi o que apresentou maior diferença de preço (152,2%), podendo ser encontrado entre R$ 3,99 e R$ 7,44. O que teve a menor diferença foi o cupim, com uma variação de 9,4%, comercializado com valores entre R$ 8,49 e R$ 9,29. Já entre os frangos, a bandeja com coxa e sobrecoxa está sendo vendida com o preço mínimo de R$ 4,86 e o máximo de R$ 7,99 (variação de 64,4%). Para colocar um frango congelado na feira, o consumidor terá que pagar entre R$ 3,23 e R$ 4,69.

Cesta básica – A cesta básica continua mantendo a média de variação de 102,0%, se comparada à última pesquisa realizada pelo Procon, no início do mês de janeiro, que ficou com 102,6%. Uma redução ainda tímida e que mantém o fubá de milho pré-cozido como uma diferença de preço das mais elevadas. O produto pode ser encontrado com valores entre R$ 0,49 e R$ 0,99. É importante que o consumidor fique atento às variações de preços das mercadorias. Com isso, é possível uma economia de quase R$ 30.

O óleo da marca Primor está à venda por R$ 2,56 e R$ 3,65, uma variação de 42,6%. Quem pretende fazer uma boa feijoada no fim de semana, poderá comprar o feijão preto da marca Kikaldo pelo preço de R$ 2,65 até R$ 3,29, atingindo uma diferença de 20,4% de um supermercado para o outro. Já o feijão carioquinha tem uma variação de preço de 30,7%. Sendo o mais barato da marca Camil, por R$ 2,41. A pesquisa dos outros itens pode ser consultada no site www.joaopessoa.pb.gov.br, no link secretarias/procon/pesquisas ou na sede do Procon-JP, localizada na Av. Pedro I, 331, Centro.