Procon-JP fiscaliza brinquedos e recolhe produtos irregulares

Por - em 38

O Procon de João Pessoa está fiscalizando os brinquedos à venda para o Dia das Crianças para verificar se estão de acordo com as normas de segurança e certificação do Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro). Na segunda-feira (10), oito estabelecimentos foram visitados e um deles foi notificado e teve produtos recolhidos por não conter as instruções em língua portuguesa. A ação continua nesta terça-feira (11).

“Mesmo que alguns produtos sejam importados, precisam estar de acordo com as normas brasileiras para serem comercializados. Se for da China, por exemplo, é obrigado a ter as informações em português. A faixa etária recomendada para o brinquedo também deve constar na embalagem para evitar acidentes com peças desmontáveis e pequenas”, afirmou o secretário executivo do Procon-JP, Sandro Targino.

De acordo com o chefe de fiscalização do órgão, Vamberto Alexandre de Souza, as equipes foram divididas para fiscalizar tanto as lojas no comércio do Centro da cidade como os estabelecimentos nos shoppings. “Os fiscais também estão de olho nas publicidades e verificando se o produto que está na loja corresponde ao que foi anunciado. Às vezes algumas lojas podem confundir os consumidores e, por isso, estamos atentos”, destacou.

Ele explicou que, de maneira geral, os fornecedores estão atendendo às normas de segurança. “É um balanço positivo, pois apenas um estabelecimento vendia um brinquedo que estava apenas em língua estrangeira. O produto foi recolhido e só volta às prateleiras quando estiver adequado”, afirmou Vamberto Alexandre.

Consumidores são orientados

Além de fiscalizar os brinquedos, os fiscais do Procon-JP também estão distribuindo material educativo para orientar pais e crianças na hora das compras. A ideia é conscientizar os consumidores para que também saibam identificar falhas nos produtos ou na comercialização e denunciem ao Procon.

Os consumidores também estão sendo orientados a exigir a nota fiscal do produto. Isso é importante para garantir a troca do produto ou encaminhar para a assistência técnica. O Procon-JP orienta que, quem for comprar presente para o Dia das Crianças, fique atento aos preços, formas de pagamento, normas de segurança e se certificar de que o brinquedo que a criança está pedindo é o mais adequado.