Produtores e diretores elogiam seminário sobre prestação de contas promovido pela Funjope

Por Juneldo Moares - em 358

Durante toda esta sexta-feira (15) vários produtores, diretores e técnicos do segmento audiovisual participaram do seminário “Do Planejamento à Prestação de Contas”, realizado pela Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), por meio de sua Fundação Cultural (Funjope), em parceria com a Agência Nacional do Cinema (Ancine).

O seminário, ministrado pelos técnicos da Ancine Leandro Mendes e Raphael Magalhães, teve como objetivo capacitar os profissionais do estado na formatação e execução de projetos audiovisuais, instruindo os agentes de mercado sobre direitos, execução de despesas para projetos audiovisuais e prestação de contas.

O coordenador de Análise de Direitos da Ancine, Leandro Mendes, disse que com esse seminárioa Ancine está fomentando a produção audiovisual de João Pessoa e mostrando que a União está olhando para todo os lugares. É muito bom ver que há uma boa participação, que existe o interesse em saber como os recursos públicos chegam para fazer o audiovisual”, ressaltou.

Para a produtora e diretora Mercicleide Ramos, a iniciativa de convidar técnicos da Ancine para ministrar essa palestra é de extrema importância, pois o número de produções locais vem crescendo e a Paraíba se destacando cada vez mais não cenário do audiovisual como produtora, com obras circulando em festivais nacionais e internacionais.

Termos essa preparação específica para recursos financeiros é fundamental. Porque ideias nós temos de monte e saber produzir nós já mostramos que sabemos, agora a parte administrativa é nosso ‘calcanhar de Aquiles’. Então nós tivemos aqui um dia inteiro de informações que vão ajudar muito a todos”, afirmou Mercicleide Ramos.

De acordo com Raphael Magalhães, a Ancine ampliou a realização de seminários sobre prestação de contas e possibilitou uma aproximação com o segmento audiovisual. “Para nós é interessante esse contato direto com os produtores locais, que estão buscando melhorar suas práticas, entendendo a razão da Ancine ser mais burocrática em determinados momentos”, disse.

Para ele, o mercado está ficando cada vez mais profissional e “a ideia da Agência é criar um mercado estável de produção nacional. Não adianta uma produtora entrar em um projeto e não ter perspectiva dali pra frente, quando acabar aquela produção não ter algo a mais para fazer. Nós sentimos que isso tá sendo construído no País inteiro”.

Destaque – João Pessoa vem se destacando como terceiro lugar no Brasil em investimento em produção audiovisual. Isso se deve aos investimentos feitos na área pela Prefeitura, em parceria com a Ancine, através dos Editais de Chamadas Públicas.