Professora é homenageada com nome de praça no bairro dos Ipês

Por - em 64

“A praça é do povo”. A frase é do prefeito em exercício de João Pessoa, Luciano Agra, que inaugurou oficialmente a terceira praça em menos de uma semana na capital. Desta vez, os beneficiados foram os moradores do bairro dos Ipês, que na tarde desta sexta-feira (30), dia da solenidade, já estavam desfrutando do espaço totalmente reformado e que faz uma homenagem à professora Tharcilla Barbosa da Franca.

“O programa das praças é um projeto que extrapolou todas as expectativas, pois além do regaste da infraestrutura do espaço, também se resgata a interação social. O espaço é de vocês, são os nossos tributos que estão investidos aqui. Vamos usufruir e zelar. E nada melhor que uma professora, que tem um papel fundamental na nossa sociedade, homenageada com o nome da praça, para representar esse respeito”, destacou Luciano Agra.

Representando a homenageada, estava a neta, a arquiteta Ivana Franca. “Minha avó foi um educadora, uma mulher a frente do seu tempo, que lutava pelo nosso espaço. Agradeço a homenagem”, disse emocionada.

Entres as pessoas que prestigiaram a solenidade, estava a psicóloga Aline Maria, que acompanhava a prima de apenas um ano no escorregador, recém implantado pela prefeitura. “Antes nesse espaço não tinha nada, ficávamos sem opção para trazer nossas crianças. Tenho uma filha de cinco anos que a partir de hoje vou trazer sempre para a praça, que acima de tudo é um ambiente de lazer”.

Outra geração que estava aproveitando bem o equipamento público foi seu João Cardoso da Silva. O aposentado estava acompanhando os dois bisnetos, de 8 e 3 anos. “A praça ficou uma jóia. Moro aqui perto e toda tarde vou estar aqui, fazendo novas amizades”,avisou.

A Praça Tharcilla Barbosa da Franca, localizada na rua Mariano Barbosa, foi totalmente reurbanizada e agora possui um parque infantil (com escorregador e balanço), banheiro para pessoa com deficiência, espaço para a prática de basquete, iluminação, calçadas e bancos .

Há cerca de nove dias, a Prefeitura da Capital inaugurou outra praça no mesmo bairro, que também está servindo de interação social. A ‘Praça dos Ipês’, localizada na avenida Tancredo Neves, fica próxima a Escola Municipal Luiz Augusto Crispim. São 4.356 metros quadrados, distribuídos em um anfiteatro, mesas com jogos, brinquedos, passarelas e iluminação ornamental.

Perfil – Tharcilla Barbosa da Franca nasceu em dois de agosto de 1892 e faleceu em 24 de dezembro de 1974, em João Pessoa. Em 1912 se formou pela Escola Normal, onde hoje funciona o Lyceu Paraibano. Um ano depois, foi nomeada pelo então governador de Estado, João Pereira de Castro, como professora, cargo que exerceu até se casar. Considerada uma mulher moderna para sua época, se destacava pela inteligência, já que além de ser uma das primeiras mulheres a integrar o corpo docente estadual, também falava francês e tocava violino e piano. Uma das frases mais conhecidas de Tharcilla é: “O melhor casamento de uma mulher é sua profissão e seu emprego”.

Nova fábrica – Antes da solenidade de reabertura da praça Tharcilla Barbosa da Franca, o prefeito em exercício de João Pessoa, Luciano Agra, recebeu em seu gabinete o representante da fábrica Mannes LTDA, Flávio Ribeiro Coutinho. Na ocasião, o poder público e o privado assinaram o documento referente ao protocolo de intenções que irá viabilizar a vinda da fábrica catarinense para a capital da Paraíba.

O empreendimento, que será construído no bairro do Distrito Industrial numa área de 3 mil hectares, tem pretensão de gerar 200 postos de trabalho diretos e beneficiar cerca de 2.000 pessoas indiretamente. A previsão é que a obra comece em janeiro de 2010.

A fábrica, que está no mercado há 50 anos, atua no ramo de colchões, móveis e estofados para ônibus. Na obra total serão investidos aproximadamente R$ 30 milhões. Assim que estiver funcionando, a previsão é que gere um faturamento anual de R$ 24 milhões. “João Pessoa vai funcionar como cidade pólo no Nordeste. Daqui, a produção será escoada para todos os estados vizinhos, ou seja, da Bahia ao Maranhão”, ressaltou Flávio Ribeiro.