Professores municipais fazem oficina de produção de poemas

Por - em 101

A Prefeitura de João Pessoa (PMJP) promove uma oficina de produção de poemas direcionada a professores da rede municipal de ensino. A atividade é realizada nesta quarta (2) e quinta-feira (3), no Centro de Capacitação de Professores Luiz Alberto Coutinho (Cecapro), na Avenida Beira Rio, e faz parte da programação do Ano Cultural Herbert Vianna. O encontro acontece das 09h às 12h.

A oficina proferida pelo professor doutor em Letras, Expedito Ferraz Júnior, é focada aos docentes que farão a orientação dos alunos que vão concorrer ao ‘Prêmio Estudante Destaque’.

A coordenadora geral do Projeto, Giselma Franco, explicou que o curso tem como principal objetivo melhorar a qualidade da produção textual dos estudantes da rede, que há cinco anos vem produzindo poemas através do Ano Cultural.

Conteúdo do curso:

– Conceitos de poesia;

– Recursos rítmico-musicais;

– Palavra e imagens;

– Práticas textuais.

Ano Cultural – Esta é sexta edição do projeto, que teve início no ano de 2007 homenageando personalidades paraibanas que se destacam no cenário cultural brasileiro. O primeiro instituído foi o Ano Cultural Ariano Suassuna; em 2008, o Ano Cultural José Lins do Rego; em 2009, o Ano Cultural Sérgio de Castro Pinto; em 2010, o Ano Cultural Zé Ramalho; e em 2011, o Ano Políbio Alves.

“As propostas foram abraçadas pelas escolas da rede municipal de ensino, das quais foram geradas ações interdisciplinares focadas na vida e obra desses artistas, resultando em uma significativa construção de conhecimento, através da leitura, produção textual e artística”, esclareceu a coordenadora do projeto, Giselma Franco.

Prêmio Estudante Destaque – Consiste na produção textual no gênero poema, tomando como referência a obra do músico Hebert Vianna. O intuito é fomentar o hábito da leitura, através das letras de músicas do cantor paraibano, além de propiciar o desenvolvimento de competências para elaboração do texto escrito.

A Secretaria de Educação e Cultura (Sedec) vai premiar até três estudantes de cada escola municipal, sendo um aluno do 4º ano, um do 8º ano e um da Educação de Jovens e Adultos (EJA) e três professores, de acordo com os critérios de julgamento estabelecidos por regulamento.