Professores municipais fazem oficina de vídeos de bolso

Por - em 29

Quarenta professores de escolas da rede municipal de João Pessoa, de diversas disciplinas, juntamente com técnicos formadores da Diretoria de Tecnologia da Informação e Comunicação da Secretaria Municipal de Educação (Sedec), participaram, desde a última segunda-feira (04), de uma oficina para produção de vídeos de bolso, produzidos com uso de telefones celulares. A atividade faz parte do Circuito Telinha na Escola, um projeto da ONG Casa da Árvore Projetos Sociais em parceria com a Fundação Banco do Brasil, Instituto Vivo e a Sedec. O evento realizado na Escola Municipal Ana Cristina, no bairro de Mangabeira, foi encerrado nesta quinta-feira (07).

Durante esses quatro dias os educadores desenvolveram habilidades tecnológicas para a produção de conteúdo multimídia a partir da apropriação artística e pedagógica de telefones celulares. A oficina permitiu ainda que os participantes identificassem formas de relacionar esses vídeos a conteúdos e processos educativos, como a construção de blogs, de mapas colaborativos e difusão através das redes sociais.

“Nosso objetivo é estimular estes educadores a aproveitar todo o interesse e habilidades que os alunos têm com as novas tecnologias, trazendo para sala de aula, além das experiências sociais e culturais destes jovens tornar o processo de aprendizagem mais colaborativo e criativo”, destacou Aluísio Cavalcante, presidente da ONG Casa da Árvore.

Na oficina, os participantes viram as técnicas básicas de todo o processo de produção e técnicas para apropriação pedagógica de mídias locativas, como a produção de mapas colaborativos. Os educadores também desenvolveram sequências didáticas multidisciplinares a partir das técnicas e tecnologias trabalhadas para que possam ser reaplicadas em sala de aula.

A experiência pela qual os educadores da rede municipal estão vivendo vem sendo incorporada ao dia a dia de comunidades escolares em Tocantins, Rondônia, Bahia, Goiás, e, até o final do ano, em outros seis estados brasileiros. Com o Circuito Telinha na Escola, centenas de professores estão aproveitando o interesse e as habilidades que os jovens têm com a tecnologia e tornando a escola e o aprendizado mais interessantes e criativos.

O circuito de atividades de formação é resultado do Prêmio de Tecnologia Social da Fundação Banco do Brasil, concedido ao projeto em 2009. O projeto Telinha de Cinema começou a ser realizado há três anos no Estado do Tocantins, patrocinado pelo Instituto Vivo, onde um núcleo de experimentação multimídia recebe mais de 100 jovens por ano, estudantes de cerca de seis escolas públicas da região. Em seguida, expandiu-se para Rondônia, envolvendo atualmente quatro escolas, 12 professores e 80 estudantes. Hoje também é realizado junto à rede pública municipal de Recife (PE).