Profissionais da saúde aprendem a identificar vírus da influenza

Por - em 21

Aproximadamente 30 profissionais de unidades de saúde do município de João Pessoa participaram da qualificação para monitoramento viral da cidade. O evento aconteceu na sede da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), durante a manhã desta sexta-feira (17).

Segundo a diretora de Vigilância à Saúde, Julia Vaz, o monitoramento viral da cidade é feito desde 2006 por duas equipes sentinelas que funcionam no Cais Mangabeira e na Unidade Integrada de Saúde da Família de Cruz das Armas. “Esse monitoramento é feito para saber quais vírus da influenza estão circulando na nossa cidade”, comentou Julia.

Durante toda a manhã, os profissionais aprenderam como fazer a coleta nasofaringea no paciente. “A pessoa tem que procurar a unidade sentinela com até três dias do aparecimento do primeiro sintoma da gripe. Os profissionais então coletam o material da boca e do nariz do paciente. Esse material é mandado para o Lacen e depois o resultado é enviado para nós. Agora, se houver a suspeita que a pessoa possa estar com a influenza A, o material é mandado para o Instituto Evandro Chagas, em Belém, no Pará”, explicou.

Julia esclareceu ainda que esses profissionais que foram qualificados poderão fazer um trabalho diferenciado. “Se percebemos que a pessoa apresenta os sintomas de gripe, que está até o terceiro dia de sintomas, mas que ele não pode ir até um das unidades sentinelas, poderemos deslocar um desses profissionais para fazer a coleta em outro local”, disse.

Caso alguém tenha alguma dúvida sobre o monitoramento viral ou queira fazer a coleta nasofaringea, basta ligar para o 0 800 282 7959.