Projeto ‘Aids e Pobreza’: nova reunião será no Santa Isabel

Por - em 22

Uma segunda reunião para a construção do plano de ação destinado ao desenvolvimento do projeto ‘AIDS e Pobreza’ vai ocorrer dia 18 próximo, a partir das 14h, no auditório do Hospital Santa Isabel. O primeiro desses momentos aconteceu nesta terça-feira (10), no Netuanah Hotel, no bairro do Cabo Branco, e foram discutidos problemas e soluções para a implantação da iniciativa em dez de 16 comunidades previamente selecionadas.

O projeto piloto ‘AIDS e Pobreza’, que será aplicado em João Pessoa, São Paulo e Rio de Janeiro desenvolverá políticas para o tratamento de pessoas acometidas da doença. Será trabalhada a adesão ao tratamento, as questões sociais como o preconceito, a auto-estima, alimentação correta, transporte e empregabilidade.

De acordo com o Ministério da Saúde (MS), João Pessoa foi escolhida por ser uma cidade com uma rede de atenção básica estruturada, o que facilitará a implementação do trabalho. Espera-se atender pelo menos 250 famílias por comunidade trabalhada nos dois anos de experimentação do projeto. Serão destinados R$ 400 mil reais anuais para cada cidade envolvida nessa ação.

Números – Das 1.024 pessoas identificadas como doentes de AIDS em João Pessoa entre 1985 e 2008, 72,2% são do sexo masculino e 27,8% do sexo feminino.

Por categoria de exposição, 16,34% são homossexuais, 13,46% bissexuais, 47,97% heterossexuais, 3, 45% usuários de drogas, 0,82% contaminados por transfusão hemofílico perinatal e 18,96% tem a categoria de exposição desconhecida.

Por raça, 30,32% são brancos, 3,56% negros, 0,71% amarelos, 54,90% pardos e 10, 51% têm raça ignorada. Finalmente, por faixa etária, 4,3% têm menos de 13 anos, 1,4% entre 16 e 20 anos, 23,9% de 21 a 30 anos, 39,4% entre 31 e 40 anos, 20,2% de 41 a 50 anos, 8,6% têm entre 51 e 60 anos e 2,2% mais de 61 anos.

Mais informações com Roberto Maia, diretor do Centro de Testagem e Aconselhamento em DST/AIDS e chefe da Seção DST/AIDS da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), ou pelos telefones 8710-1752 e 3214-1752.