Projeto “Viva Volei” abre inscrição para adolescentes de Mangabeira

Por - em 167

A Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) inaugurou neste domingo (21) o primeiro núcleo do projeto “Viva Volei”. O lançamento aconteceu no ginásio poliesportivo Hermes Taurino, em Mangabeira VII. As inscrições para participar da escolinha tiveram início nesta segunda-feira (22) e seguem por toda esta semana. Estão sendo oferecidas 192 vagas.

De acordo com o secretario de Juventude, Esporte e Recreação (Sejer), João Corujinha, o objetivo é oferecer às crianças carentes a possibilidade praticar uma atividade esportiva. O secretário informa que serão realizados campeonatos com o objetivo de expandir o“Viva Vôlei” por todos os ginásios e quadras de João Pessoa. “O esporte aprovou a sua eficiência na formação do cidadão”, disse. Os alunos da escolinha terão aulas práticas duas vezes por semana e serão acompanhados por dois professores de Educação Física e estagiários.

Para o professor de Educação Física, Harlen Vilarim, o projeto, que é nacional e foi adotado pela Prefeitura de João Pessoa, visa tirar a criança da “mesmice diária, ocupá-la através da prática do volei em brincadeiras”, explicou. Ele diz que João Pessoa é a primeira cidade na Paraíba a adotar o projeto Viva Vôlei. “As aulas começam próximo dia 31, com 8 turmas mistas com 24 crianças cada uma”, avisou. O professor e coordenador do projeto, Cláudio Virgínio, informou que o “Viva Volei” além de ocupar o tempo ocioso da meninada entre 7 e 14 anos, está trabalhando a questão da inclusão social, massificando o vôlei e revelando novos talentos.

O medalhista olímpico Zé Marco, presente na solenidade, elogiou o governo municipal pela iniciativa e parceria. Ele afirmou que não tem dúvida que novos talentos serão revelados na cidade de João Pessoa com esta prática do vólei. “ É o segundo esporte mais popular no Brasil, perdendo apenas para o futebol. Iniciar a pratica do volei a partir dos sete anos é uma idade muito boa”, disse.

Crianças e adolescentes – O presidente da Confederação Paraibana, Potengi Lucena, disse que o projeto “Viva Volei” já é praticado em mais de 100 municípios brasileiros envolvendo cerca de 500 mil crianças. Potengi avalia que a iniciativa da Prefeitura de João Pessoa, ao associa-se a Confederação Brasileira, vai prevenir um aumento da violência, através da prática do esporte. “ Ao praticar um esporte, no caso do volei, há uma melhoria da convivência entre a criançada. Isso atua na formação do caráter das mesmas. Tenho certeza que daqui sairão novos talentos como o Zé Marco”, destacou.

O Viva Volei vai envolver 192 crianças e adolescentes da comunidade na prática do esporte. As inscrições para participar do programa serão realizadas no próprio ginásio, a partir desta segunda-feira (22), entre as 8h às 17h. Os treinos irão acontecer nos períodos da manhã e tarde. Para se inscrever é necessário autorização dos pais e do médico, apresentar cópia da Certidão de Nascimento ou RG; duas fotos 3×4. É exigido também que a criança ou o adolescente esteja regularmente matriculado e frequentando as aulas. “Por isso, pedimos também uma declaração da escola, esclareceu Potengi Lucena.

Além de fornecer todo o material como bolas, coletes, redes e cones, a Confederação Brasileira de Voleibol realizou um curso de capacitação com os professores e monitores do programa, nos dias 06 e 07 deste mês, na Capital. Já o acompanhamento técnico ficará por conta da Federação Paraibana de Volei.