Projeto ‘Mostra de dança’ encerra suas atividades neste sábado

Por - em 31

Acontecem neste sábado (30) as últimas apresentações da Mostra de Dança da Estação Cabo Branco – Ciência, Cultura e Artes. O evento tem início às 17h no anfiteatro da casa, com entrada aberta ao público. As apresentações estão inseridas na programação especial de aniversário de 3 anos da Estação.

Especialmente neste sábado se apresentam os grupos: Companhia de Dança Lunay, Tribo Éthnos, o grupo Dança Livre, a Companhia Rima de Dança (Rita Spinelli), o Balé Jovem da Paraíba e os solos de dança de Alex (do grupo Contexto), Felipe Dupopping, Inha Navarro e a dupla Antonieta e Ana Soares.

Atrações – Cia Lunay, um dos grupos que se apresentam, existe há oito anos e é dirigida por Kilma Farias. Em seu trabalho, os integrantes desenvolvem o Tribal Brasil, estilo contemporâneo de dança que valoriza aspectos étnicos de diversas culturas. Em suas apresentações, eles mesclam o Tribal Fusion, fusão da dança do ventre com flamenco, danças indianas, folclóricas e do oriente, tudo isso junto com o maracatu, coco de roda e caboclinho. O grupo é formado pelos bailarinos Jaqueline Lima, Fabiana Rodrigues, Kelly Maurien, Jaqueline Mendonça, Juliana Garcia e o músico João Cassiano.

O grupo foi premiado, em primeiro lugar, na Mostra Estadual de Teatro e Dança da Paraíba e no Festival Nacional de Arte (Fenart), em 2010. Participou de eventos como o Tribal y Fusion (SP), Tribal Show ABC (SP) e Caravana Tribal Nordeste (BA, PE, RN, PB). Também produziu o evento ‘Imersão’, em parceria com Sharon Kiahra em João Pessoa, montou vários espetáculos, a exemplo do ‘Extremo Oriente’ e ‘Troupiniquim’. Atualmente está em circuito com o espetáculo ‘Caravana’, aprovado pelo projeto Circuito das Praças da Prefeitura Municipal de João Pessoa, possibilitando ao grupo levar sua dança pelos bairros da cidade.

Outro grupo de destaque é o ‘Ballet Jovem da Paraíba’, criado em 2000 pela professora e coreógrafa Denilce Regina, que ensina dança clássica, contemporânea e popular a crianças e adolescentes. A iniciativa visa descobrir novos talentos na arte da dança para representar o Estado dentro e fora do país. Coreografias como ‘Fada dos dedos’ (com Luana Serrao), ‘Ninguém te disse que seria fácil’ (com Nídia Nóbrega), ‘Despertar’ (com Maria Pires), ‘Paysant’ (Camila Moreira) e ‘Quase íntimos’ (com Suzy Silva e Rodolfo Pereira) fazem parte do espetáculo.

Estação da dança – É uma parceria do Fórum de Dança de João Pessoa com a Estação Cabo Branco. O Fórum foi criado em 2005, através da iniciativa da Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope) e dançarinos da Capital. Ele atua no campo de políticas públicas para a dança, organizando e elaborando documentos importantes, além de realizar e colaborar para a concretização de eventos públicos, estabelecendo parcerias e trocas com organizações de outros Estados.

Aniversário – Dentro da programação de aniversário de 3 anos da Estação, o visitante poderá ainda neste domingo (31) assistir a apresentação do Grupo Camerata Arte Mulher e a exibição do filme ‘Tapete Vermelho’, esta no sábado (30) e domingo (31).

Até o dia 31 de julho também estão expostas as mostras ‘Esconde Esconde’ com fotografias de Manu DSouza, a Mostra de Fotografias com a trajetória da Estação Cabo Branco; Monumentos Barrocos do Brasil, com mini pinturas em nanquim e aquarela, do professor Nivalson Miranda e Revelando as Belezas do Cariri, com imagens fruto de um concurso fotográfico promovido pelo Museu do Semi-Árido (MISA).

SERVIÇO:

Evento: Estação da Dança

Dia: Sábado (30)

Horário: 17h

Local: Anfiteatro da Estação Cabo Branco – Ciência, Cultura e Artes, no Altiplano.

Fone: 3214-8303/ 3214.8270