Projeto Cine Volante leva filmes com temáticas femininas ao presídio

Por - em 36

Uma ação inédita foi realizada pela Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), por meio da Fundação Cultural (Funjope), para cerca de 30 detentas do Centro de Reeducação Feminino Maria Júlia Maranhão, no bairro de Mangabeira.  Na tarde dessa quinta-feira (15), representantes da Funjope promoveram, pela primeira vez em uma unidade prisional, três sessões de cinema do projeto Cine Volante, que existe há oito anos e é mantido pela PMJP.

As sessões de cinema fazem parte da programação especial em homenagem ao mês das mulheres. Os filmes exibidos foram o clássico do cinema paraibano ‘Aruanda’, o curta-metragem de animação ‘Vida Maria’, de Márcio Ramos, e ‘Terra de Morada’, uma produção da ONG Paraíwa que retrata a história da tocadora de pífano Zabé da Loca.

Antes da sessão começar, as detentas escolhidas para a sessão mostravam ansiedade e alegria pela programação. “A gente nunca tem essa oportunidade de diversão. Além de nos divertir, são mais informações que teremos porque não temos acesso a quase nada”, disse Natália da Silva.

A estrutura montada em uma das salas do presídio – com telão, ventiladores e projetores – empolgou as mulheres que fizeram parte do público. “É um cinema de verdade. A gente passa muito tempo aqui dentro, e mesmo lá fora mal tínhamos a oportunidade de ir a um cinema. É muito emocionante contar com essa programação como presente de dia das mulheres. Estou muito feliz por ter a oportunidade de estar em uma sala de cinema”, declarou Gabriela Arruda.

O coordenador de Audiovisual da Funjope, Alexande Macêdo, explicou que esta é a primeira vez que uma edição do Cine Volante chega a uma unidade prisional. De acordo com o coordenador, a direção do presídio solicitou a inclusão da unidade na programação do Cine Volante e a direção do projeto decidiu presentear as detentas com as sessões no mês de março e com filmes de temáticas femininas.