Projeto Consultório de Rua já beneficiou 936 pessoas na Capital

Por - em 242

Em um ano e cinco meses de atuação, o Consultório de Rua já atendeu 936 pessoas, ou seja, uma média de 55 por mês. Do total, 358 foram homens, 283 mulheres e 295 crianças/adolescentes moradores em situação de rua. O projeto é desenvolvido pela Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), através da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), e realizado em convênio com o Ministério da Saúde. A iniciativa acontece desde março de 2010 na Capital e os números correspondem aos atendimentos feitos até agosto.

“Esse projeto é extremamente importante como política pública. Os dados são positivos, pois conseguimos fazer com que essas pessoas tenham tratamento e cuidados em saúde”, disse a coordenadora geral do Consultório de Rua, Valéria Cristina da Silva.

Com duas equipes em atuação, o Consultório de Rua é formado por profissionais como psicólogo, assistente social, enfermeiros, agentes redutores de danos e motorista. Uma terceira equipe está em fase de contratação.

Abordagem – Para se aproximar dos moradores em situação de rua, eles utilizam a arte, através de oficinas de capoeira, hip hop, artes cênicas, artes circenses, percussão e dança. No primeiro contato, a equipe faz uma avaliação do quadro clínico do morador em situação de rua e, se preciso, presta atendimento de primeiros socorros, a exemplo de curativos ou aferição de pressão arterial. Nessa abordagem, também é realizada orientação sexual (distribuição de preservativos) e de saúde bucal (kits de escovação). Até agosto, 814 pessoas participaram das oficinas sobre DST/Aids e 654 das oficinas de arteterapia.

“Nos casos que se detecta a necessidade de um atendimento mais complexo, como consulta médica ou tratamento odontológico, a equipe marca um local e no dia seguinte leva a pessoa para ser atendida. Ou seja, fazemos o diagnóstico inicial do problema e também todo o acompanhamento”, explicou a coordenadora geral do Consultório de Rua, ressaltando que em um ano e cinco meses foram realizados 537 atendimentos médicos, 471 odontológicos, 323 exames realizados, além de 21 encaminhamentos para internação hospitalar.

O Consultório de Rua, dependendo da situação, também encaminha a pessoa atendida ao Centro de Atenção Psicossocial (Caps) e faz a articulação com a rede municipal de assistência social. Desde que foi criado, o Consultório de Rua fez 79 encaminhamentos para o Caps e 429 para dispositivos sociais.

 

Confira as áreas de atuação do Consultório de Rua:

 

Parque Solon de Lucena

Tambiá

Trincheiras

Avenida João Machado

Varadouro

Mercado da Torre

Tambaú

Tambauzinho

Bessa

Bairro dos Estados

Cabo Branco

Bancários

Rangel

Roger

13 de Maio

Bairro dos Ipês

Costa e Silva