Projeto Educação Bilíngue atende estudantes surdos em João Pessoa

Por - em 42

A Prefeitura de João Pessoa (PMJP), por meio da Secretaria de Educação (Sedec), desenvolve desde o mês de abril o Projeto ‘Educação Bilíngue – Fazendo a Diferença pelo Diferente’ em seis escolas da rede municipal de ensino. O projeto atende cerca de 50 alunos surdos que estão inseridos em salas de aula regulares.

Segundo Kátia Conserva, da Coordenadoria de Educação Especial, o projeto é desenvolvido nas unidades de ensino na sala de Atendimento Educacional Especializado (AEE), em horário oposto ao regular. “Na AEE são feitos três atendimentos, onde os alunos aprendem a Língua Portuguesa como uma segunda língua e os professores de Libras ensinam a linguagem dos sinais. Todo os conteúdos regulares vistos em sala de aula são repassados em Libras”, explicou Kátia Conserva, uma das responsáveis pelo projeto.

A Escola Municipal Índio Piragibe, localizada em Mangabeira, é uma das seis inseridas no projeto. Na unidade são atendidos 25 alunos surdos com idade entre seis e 40 anos. “Nesses cinco meses que estamos com o Projeto de Educação Bilíngue já é possível notar os avanços dos nossos alunos, pois muitos que não sabiam escrever já formam frases”, disse a diretora Francineide Moraes, contando que os avanços também são observados na inclusão. “Hoje temos um aluno surdo na nossa banda marcial. É um trabalho muito gratificante”, afirmou.

Beneficiados – O Projeto Educação Bilíngue conta com 25 intérpretes e seis professores de Libras, atendendo alunos das escolas Índio Piragibe (Mangabeira), Durmeval Trigueiro (Cristo), Anayde Beiriz (Cidade Verde/Bairro das Indústrias), João Santa Cruz (Bairro dos Novaes), Zulmira de Novaes (Cruz das Armas) e Leonel Brizola (Avenida Beira Rio).

Para incentivar a frequência dos estudantes no Atendimento Educacional Especializado, é disponibilizado um ônibus para o deslocamentos dos alunos em horário oposto ao regular e, em alguns casos, vale-transporte para que os pais possam levar os filhos.