Projeto para manter a oficina-escola é apresentado em João Pessoa

Por - em 37

Um encontro na tarde desta quinta-feira (18), no auditório do Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia da Paraíba (CREA-PB), no bairro de Tambiá, marcou a apresentação da proposta do projeto intitulado ‘Programa Nacional de Tecnologias em Restauro e Formação Cidadã’ a ser desenvolvido simultaneamente com várias oficinas-escolas do país, incluindo a sediada em João Pessoa.

Presentes ao evento estavam Marco Teles, superintendente da área de Tecnologias Sociais da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), e Maria Del Carmem Santiago, analista da Finep, órgão que funciona em parceria com o Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT). Os dois foram convidados a visitar a capital da Paraíba para conhecer de perto a experiência da oficina-escola que funciona na parte histórica da cidade. A apresentação do projeto ficou por conta do professor Fernando Souto, que também é assessor da Secretaria de Ciência e Tecnologia para inclusão social (Secis/ MCT).

De acordo com o exposto, o programa irá envolver jovens em situação de desemprego e baixo índice de formação educacional, que serão qualificados profissionalmente nos cursos oferecidos pelos Centros de Formação em Tecnologias do Restauro e da Construção Civil (Cenfortec’s). A nova nomenclatura serve para caracterizar o programa, já que vai ser extenso às famílias dos jovens com ações voltadas também para a geração de renda. O programa tem caráter inovador e sustentável.

Ao término da apresentação, Marco Teles anunciou que estava bastante satisfeito com o que viu. “Visitamos a oficina-escola e ficamos muito bem impressionados. Estamos absolutamente envolvidos com o projeto e agora é partimos para a parte burocrática para a liberação dos recursos que está estipulado em R$ 15 milhões de reais”, informou o superintendente. A previsão é que até o mês de setembro deste ano uma parte do montante seja liberada.

O programa será executado envolvendo as oficinas de João Pessoa (PB); São Luis (MA); São Sebastião (SP); Salvador (BA) e as Agências de Estudos e restauro do Patrimônio (Aerpa) em Olinda (PE). Participaram da reunião Fernando Moura, Coordenador do Patrimônio Cultural de João Pessoa (PROBECH); Paulo Badaró, Secretário de Ciência e Tecnologia de João Pessoa (Secitec); Eliane de Castro Machado, Superintendente do Iphan; Nahya Cajú, Diretora da oficina-escola de João Pessoa, Plínio Santos Filho, diretor executivo da Aerpa, entre outros.