Projeto Vértice apresenta o espetáculo “Luz” neste sábado e domingo

Por - em 83

O corpo tipicamente nordestino, realçado em folguedos regionais como capoeira, coco e frevo. Esse é o contexto do espetáculo “Luz”, da Paracuru Companhia de Dança, do Ceará. A performance do ‘Vértice’ acontece neste sábado (26) e domingo (27), a partir das 20h, no Teatro Santa Roza. A realização é da Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope) e a entrada é gratuita.

A dança apresentada no espetáculo “Luz” é desconstruída e transformada em movimentos contemporâneos. O espetáculo é composto por dois fragmentos. O primeiro deles é intitulado “Mulheres”, enquanto o segundo é chamado “Dois Pontos”. Com concepção e roteiro coreográfico de Ivaldo Mendonça e direção artística de Flávio Sampaio, o espetáculo revela anseios da modernidade, como preconceito, solidão, relações interpessoais tempestuosas na adolescência, além da paixão intensa e fugaz na fase do chamado “fica”.

“Luz” foi selecionado para abrir a VII Bienal Internacional de Dança do Ceará. Juntamente com a São Paulo Companhia de Dança e o Ballet de Lorainne (França) também chegou a ser escolhido para o Projeto Palco Giratório do Sesc. O espetáculo foi apresentado ainda no Teatro Nacional de Praia, na República do Cabo Verde.

Criada em 2000 por um grupo de jovens de Paracuru (CE), a companhia que leva o mesmo nome da cidade é dirigida pelo bailarino Flávio Sampaio. O grupo tem se destacado na cena cearense nos últimos anos. No trabalho estão às criações de nomes consagrados da dança contemporânea, como Henrique Rodovalho e Ivaldo Mendonça. Os bailarinos são oriundos do Projeto Dançar Paracuru, responsáveis por promover profundas modificações sociais e culturais em sua região.