ProJovem divulga lista de professores classificados no próximo dia 14

Por - em 30

A relação dos candidatos aptos a participarem da terceira etapa do processo seletivo para professores do Projovem Urbano será divulgada no dia 14 de janeiro. Junto com a lista de classificados, serão informados os local, data e hora de cada entrevista. Esses dados estarão disponíveis no portal da Prefeitura de João Pessoa (www.joaopessoa.pb.gv.br). A comissão, que é formada por cinco técnicos da Secretaria de Educação e Cultura (Sedec), está atualmente avaliando a documentação comprobatória dos currículos enviados via internet. Estão concorrendo à próxima fase 656 docentes.

O processo seletivo para o Projovem Urbano possui quatro etapas. Depois da entrevista, a última fase é a de formação. Como ressaltou a coordenadora geral do Projovem Urbano no Município, Márcia Lucena, o número de vagas disponível vai depender da demanda de alunos. “Se a meta de matrícula for alcançada, que é de 4 mil jovens, serão 24 vagas para professores do ensino fundamental, oito para cada um dos cinco arcos (áreas) de ocupação profissional e outras 12 para a participação cidadã”, disse. “Os que não forem logo contratados vão compor o quadro de reserva técnica”, acrescentou.

Inscreveram-se no Projovem Urbano 1.241 pessoas. A primeira etapa correspondeu à inscrição e entrega de currículo on line, que aconteceu nos dias 15 e 16 de dezembro. Foram classificadas para a segunda fase 656 pessoas. Essas tiveram os dias 22 e 23 do mês passado para entregar os documentos comprobatórios.

As entrevistas serão realizadas nos dias 15, 16 e 19 de janeiro. Passada essa terceira etapa, um total de 190 pessoas – 130 do fundamental, 45 da qualificação, 15 para participação cidad㠖 serão classificadas para se submeter à quarta e última fase, que é a de formação inicial.

O Projovem Urbano é composto por três eixos de ações. Um deles é o ensino fundamental, que possui cinco áreas – Português, Matemática, Ciências Naturais, Ciências Humanas e Inglês. O segundo é a qualificação profissional, formada por cinco arcos ocupacionais, que são: Turismo, Educação, Construção e Reparos, Vestuário e Alimentação. O terceiro é a participação cidadã.

“Trata-se de um programa do Governo Federal, coordenado pela Prefeitura, na tentativa de corrigir uma questão histórica de desatenção, abandono e falta de políticas públicas para o segmento da juventude, que foi colocada em uma situação de exclusão social. Por isso, os adolescente, ao longo do tempo, perderam o ritmo natural da escola”, observou Márcia Lucena.

Ainda de acordo com Márcia Lucena, o Projovem Urbano, antigamente chamado apenas Projovem, sofreu algumas modificações em lei. Antes, a faixa etária dos beneficiados precisava ser de 18 a 24 anos, sem vínculo empregatício e com 4ª série concluída. Agora, a idade atendida é de até 29 anos e não há mais a exigência de estar desempregado e nem de grau de instrução.