ProJovem entrega certificados de conclusão a 1.500 alunos no dia 21

Por - em 26

Cerca de 1.500 alunos que participam do Programa Nacional de Inclusão de Jovens (ProJovem) estarão se formando no próximo dia 21, às 18h, no ginásio do Colégio Lyceu Paraibano, localizado no Centro da cidade. Esta é a segunda turma a concluir o programa do Governo Federal executado na Capital paraibana pela Prefeitura de João Pessoa (PMJP). Os concluintes iniciaram as atividades em agosto de 2006 e finalizaram em setembro de 2007. Esses alunos receberão certificado referente a conclusão do ensino fundamental e de qualificação profissional.

O programa é formulado sobre três pilares: formação dos jovens no ensino fundamental (5ª a 8ª série); qualificação básica profissional inserida em cinco arcos fundamentais, arte e cultura, gestão, construção e reparos, turismo e educação e experiência de ação comunitária onde o aluno traça planos e metas para atuar nos problemas de seu bairro.

Elisângela Barbosa, coordenadora de ação comunitária do ProJovem, informa que o Programa está passando por reformulações e deve abrir inscrições para novos alunos entre os meses de junho e julho. “Nesse novo processo, o ProJovem pretende atender pessoas entre 18 e 29 anos que tenham concluído apenas a alfabetização. Outra novidade é que o período do curso será de dois anos”, explicou.

O programa – O Programa Nacional de Inclusão de Jovens: Educação, Qualificação e Ação Comunitária (ProJovem) é componente estratégico da Política Nacional de Juventude, do Governo Federal. Foi implantado em 2005, sob a coordenação da Secretaria-Geral da Presidência da República em parceria com o Ministério da Educação, o Ministério do Trabalho e Emprego e o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome.

O público-alvo é composto de jovens de 18 a 24 anos que terminaram a quarta série, mas não concluíram a oitava série do ensino fundamental e não têm vínculos formais de trabalho. Aos participantes, o ProJovem oferece oportunidades de elevação da escolaridade, de qualificação profissional e de planejamento e execução de ações comunitárias de interesse público.

Por meio do curso, proporciona formação integral com carga horária de 1600 horas (1200 h. presenciais e 400 h. não-presenciais) desenvolvidas em 12 meses consecutivos e inclui disciplinas do ensino fundamental, aulas de inglês, de informática, aprendizado de uma profissão e atividades sociais e comunitárias de forma integrada. Cada aluno recebe um auxílio de R$ 100,00 (cem reais) por mês, desde que tenha 75% de freqüência nas aulas e cumpra com as atividades programadas.