Prova objetiva do Concurso da Guarda Municipal será realizada no dia 1º de julho

Por - em 111

A Prefeitura de João Pessoa (PMJP) divulgou nesta terça-feira (29) uma retificação ao edital do concurso da Guarda Civil Municipal, referente à nova aplicação da prova objetiva. A primeira fase do processo seletivo, realizada no último dia 25 de março, foi anulada a partir de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado entre o Ministério Público Estadual e a PMJP. O novo exame objetivo está previsto para ser realizado no dia 1º de julho.

De acordo com a retificação ao edital, os locais e o horário de realização da prova escrita deverão ser publicados no dia 25 de junho através do Semanário Oficial do Município de João Pessoa. As informações também serão divulgadas na internet nos endereços eletrônicos da PMJP (www.joaopessoa.pb.gov.br) e do Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação – IBFC (www.ibfc.org.br), empresa organizadora do concurso.

Medidas de segurança –Para diminuir os riscos de fraude durante o processo, serão adotadas novas medidas de segurança especificadas no novo edital. No dia de realização das provas, o candidato será submetido ao sistema de identificação por digital e detectores de metal, e deverá deixar as orelhas totalmente descobertas durante o período de realização do exame objetivo. Também só será permitido sair da sala de avaliação depois de transcorrido o tempo de três horas do início da prova, mediante a entrega obrigatória da sua folha de resposta e do seu caderno de questões ao fiscal da sala.

O caderno de questões da prova será divulgado no endereço eletrônico do IBFC, na mesma data da divulgação dos gabaritos e apenas durante o prazo de recursos. Da mesma forma, o espelho da folha de resposta será divulgado também na página do IBFC na internet, na mesma data da classificação parcial e durante o prazo recursal. Essas datas ainda não foram divulgadas.

Investigações– A decisão de cancelar a primeira etapa do concurso para a Guarda Municipal de João Pessoa foi tomada pela PMJP em conjunto com o Ministério Público. A comissão formada para investigar a suspeita de fraude recebeu um relatório da perícia, que indicou fortes indícios de violação do concurso, onde 34 candidatos erraram e acertaram as mesmas questões da prova.

Concurso –O certame será constituído de duas etapas, sendo a primeira uma prova teórica, com caráter eliminatório e classificatório, para avaliar os conhecimentos intelectuais. Nessa fase, também de caráter eliminatório, serão realizados os testes físicos, a avaliação psicológica e os exames médicos. A segunda fase será o curso de Formação, com caráter eliminatório e classificatório.
No total, se inscreveram para o concurso 13.323 candidatos. Estes estão concorrendo as 250 vagas disponíveis, sendo 10.533 homens concorrendo a 175 vagas e 2.789 mulheres concorrendo a 75 vagas. O prazo de validade do concurso será de dois anos, contados a partir da data da homologação do resultado final, podendo, a critério da administração pública municipal, ser prorrogado uma vez por igual período.