Público poderá conferir XIII Samap até o mês de fevereiro

Por - em 34

Até o mês de fevereiro, os pessoenses e turistas que visitem a capital vão poder conferir a exposição com as obras selecionadas para o XIII Salão Municipal de Artes Plásticas (Samap); um evento realizado pela Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope), com apoio do Ministério da Cultura, através da Fundação Nacional de Artes (Funarte). A abertura da exposição aconteceu na noite desta quarta-feira (15) no Casarão 34, no Centro da capital, e contou com a participação do prefeito Luciano Agra. A mostra ficará aberta ao público de segunda à sexta, sempre em horário comercial.

“Tenho uma grande satisfação em abrir oficialmente este Salão Municipal de Artes Plásticas. Em nossa administração não faltará incentivos e nem empenho para despertar e promover as potencialidades artísticas do nosso povo, do povo brasileiro. Com relação às artes plásticas, principalmente, queremos mais: queremos promover obras de artes em áreas livres, nos prédios, e ainda construir um acervo público para a cidade de João Pessoa”, disse o prefeito.

Artes visuais – A coordenadora do Casarão 34, Lu Maia, explica que o Salão Municipal de Artes Plásticas busca propor uma reflexão e também uma maior divulgação sobre a produção artística nas artes visuais. “Além disso, o Salão permite um intercâmbio cultural, e entre várias vertentes da linguagem artística, a exemplo da fotografia, instalações, vídeo-arte e o grafite”, destacou.

Esse é um momento de muita emoção porque vejo que o trabalho que estamos fazendo na Funjope é um trabalho consistente e que conta com o empenho de muita gente”, ressaltou também o diretor executivo da Fundação, Chico César. Ele ainda agradeceu a participação dos curadores Diógenes Chaves, Marta Penner e Marco Aurélio Damasceno durante a avaliação dos trabalhos.

Premiação – Este ano, o evento recebeu 215 inscrições, mas como previsto no regulamento, apenas 30 deles foram selecionados e três artistas premiados: Rafael RG, de São Paulo, com uma ‘instalação de parede’; e as paraibanas Prince Daniele, com o trabalho ‘vídeo-arte quarto panorâmico’, e Íris Helena, com uma ‘impressão em post-it’. “É uma honra ganhar esse prêmio aqui em João Pessoa”, disse Íris. O prêmio de ‘Artista Promissor’ foi entregue à paraibana Danielle Travassos.

Os três vencedores irão receber prêmios no valor de R$ 7 mil cada, os outros 27 também receberão R$ 1 mil cada um a serem pagos até o final da exposição da mostra. Os três trabalhos premiados também irão compor o acervo da Funjope.

Oficinas e seminário – Além da exposição das produções artísticas no Casarão 34, a programação do XIII Samap ainda terá a realização de oficinas de formação nas áreas de Portfólio Digital e Montagem de Exposição, e um seminário sobre Crítica da Arte.

Lu Maia explica que o Salão também estará aberto à visitação de grupos, como escolas, Ong’s ou instituições culturais até 19 de fevereiro. As visitas poderão ser pré-agendadas pelo telefone 3218-9708.

A solenidade de abertura da exposição contou ainda com as apresentações da Banda 5 de Agosto, da Prefeitura Municipal de João Pessoa; do sanfoneiro Ricardo Brito e o ‘Baixinho do Pandeiro’, além da performance artística da atriz baiana Laís Guedes. O chefe da Divisão de Artes Plásticas da Funjope, Fábio Queiroz, secretários do governo municipal, estudantes e produtores culturais também participaram do evento.