Quarta etapa do OD é encerrada com reunião na 13ª Região

Por - em 37

A Prefeitura de João Pessoa (PMJP) encerrou na noite desta quinta-feira (22) o Planejamento Democrático entre gestores e os conselheiros regionais. A atividade, que compõe a quarta etapa do ciclo orçamentário, foi realizada no Cecapro, na Avenida Beira Rio, em Tambauzinho, sendo direcionada para a 13ª região orçamentária.

Participaram do Planejamento a secretária de Educação, Ariane Sá, e a diretora do Distrito Sanitário V, Célia Pires, representando a Secretaria de Saúde. “É nesta etapa que os conselheiros consolidam, junto a Prefeitura de João Pessoa, as prioridades que os moradores da região indicaram para a Lei Orçamentária Anual (LOA) do próximo ano e também ficam sabendo o que o governo está fazendo”, ressaltou o coordenador do Orçamento Democrático, Tibério Limeira.

Os programas e projetos desenvolvidos pela Sedec foram apresentados aos conselheiros pela secretária Ariane Sá, que anunciou para 2012 a entrega de mais uma escola e cinco Centros de Referência em Educação Infantil (Crei) na Capital. A secretária informou também que o governo municipal deve construir no próximo ano, pelo menos mais 10 escolas em período integral. Atualmente, João Pessoa conta com cinco escolas funcionando neste regime contínuo. “É compromisso do prefeito Luciano Agra investir além do que estabelece a lei para o setor de educação, chegando a um percentual de 27% em investimentos”, reforçou a secretária.

Em relação às demandas solicitadas pelos moradores da 13ª região, ela informou que no momento não há necessidade real para a construção de mais uma escola e de mais um Crei na área. Segundo Ariane Sá, a escola Leonel Brizola e o Crei Santa Clara, no bairro do Castelo Branco, têm atendido adequadamente as crianças e adolescentes da região. Afora estes equipamentos, a região dispõe ainda das escolas Cônego Matias Freire (Torre) e Cônego João de Deus (Expedicionários), e no Crei Diotília Guedes (Centro).

Os moradores sinalizaram como prioridade na área de saúde a falta de medicamentos nas Unidades Básicas. Mas de acordo com a diretora responsável pelo Distrito Sanitário V, Célia Pires, a gestão tem distribuído um conjunto de medicamentos essenciais para os principais problemas de saúde dos usuários. “Além destes medicamentos, distribuímos também medicamentos para doenças como mal de Parkinson, osteoporose, colírio para glaucoma, glicosimetro e fita para verificação de glicemia”, informou.

A Coordenadoria do Orçamento Democrático volta a percorrer as 14 regiões orçamentárias no mês de outubro. A quinta e última etapa do ciclo deste ano são as Audiências Setoriais.